Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    58.220,66
    -434,28 (-0,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Netflix vê número de assinantes crescer abaixo do esperado em 2021

Felipe Ribeiro
·1 minuto de leitura

Com o início da pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2), os serviços de streaming e games tiveram aumento exponencial no número de assinantes. A Netflix, por exemplo, registrou 16 milhões de novos clientes apenas no primeiro trimestre de 2020. Para 2021, porém, o crescimento foi bem menor nesse período, mesmo com a COVID-19 sendo uma realidade global.

De acordo com a empresa, o número de novos assinantes foi de 3,98 milhões em todo o mundo, uma forte desaceleração causada pela perda do "efeito novidade", já que muitas pessoas agora já conhecem a Netflix e aderiram ao serviço na primeira grande onda da pandemia, que teve início em março do ano passado.

Mas, além disso, há mais variantes a serem consideradas, como o aumento substancial de assinantes em plataformas concorrentes, como o Disney+ e o HBO Max, que estão investindo pesado em novas produções e ainda contam com o fator lançamento para alavancarem seus clientes.

Receitas seguem em alta

Apesar da forte desaceleração em novas assinaturas, a Netflix não pode reclamar de suas finanças. De acordo com o balanço divulgado, a empresa atingiu US$ 1,7 bilhão em receitas apenas no primeiro trimestre de 2021. Para efeito de comparação, no ano de 2019 inteiro os ganhos foram de US$ 1,87 bilhão.

Novas produções a caminho

A Netflix sabe que precisa se mexer e novas produções estão a caminho para, quem sabe, ajudar na retomada do crescimento de novos assinantes.

Para os próximos meses, estão programadas as estreias de Red Notice, filme estrelado por Gal Gadot, The Rock e Ryan Reynolds; e a nova temporada de The Witcher, protagonizada por Henry Cavil.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: