Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.910,10
    -701,55 (-0,62%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.661,86
    +195,84 (+0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,29
    +0,68 (+0,79%)
     
  • OURO

    1.792,30
    -2,70 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    37.794,80
    +636,98 (+1,71%)
     
  • CMC Crypto 200

    863,83
    +21,37 (+2,54%)
     
  • S&P500

    4.431,85
    +105,34 (+2,43%)
     
  • DOW JONES

    34.725,47
    +564,69 (+1,65%)
     
  • FTSE

    7.466,07
    -88,24 (-1,17%)
     
  • HANG SENG

    23.550,08
    -256,92 (-1,08%)
     
  • NIKKEI

    26.717,34
    +547,04 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    14.430,25
    +443,50 (+3,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9813
    -0,0427 (-0,71%)
     

Netflix será obrigada a transmitir canais estatais na Rússia

·2 min de leitura
  • Medida se aplica a serviços de streaming com mais de 100 mil usuários diários, como Amazon Prime e Disney + 

  • Dentre os canais obrigatórios estão canais estatais e religiosos

  • Plataformas também deverão estabelecer uma filial de suas empresas em território russo

Segundo uma nova legislação criada em 2021, serviços de streaming com mais de 100 mil usuários diários, como a Netflix, o Amazon Prime e a Disney + terão que realizar 20 canais de televisão russos em seu catálogo.

A obrigação vem do órgão regulador das comunicações do país, o Roskomnadzor. Dentre as obrigações também está a criação de uma filial das empresas em território Russo.

No passado, a obrigação de abertura de filiais também foi dada à empresas de internet, como o Google, o Twitter e o Facebook.

Entre os canais que deverão ser transmitidos estão o Channel One, um dos principais canais estatais Russos, a NTV, focada em programação de entretenimento, e o Spas, a rede oficial da Igreja Ortodoxa.

Caso as plataformas não sigam essas diretrizes, podem ter seus serviços banidos do país.

Leia também:

O governo também apertou o controle sobre as companhias de tecnologia. Recentemente foi aprovada uma medida que obriga a pré-instalação de aplicativos russos em todo celular vendido no país.

A ideia é ajudar os aplicativos nacionais a obterem vantagem competitiva dentro do iOS e do Android.

As medidas do governo russo podem ser vistas como uma ajuda ao desenvolvimento da indústria local, mas também refletem uma intromissão do governo no conteúdo que pode aparecer na plataforma.

Em novembro as autoridades russas investigaram queixas de que a Netflix estaria violando a lei contra "propaganda gay" na plataforma, ao transmitir séries com temas LGBTQ+ com selo de classificação indicativa para maiores de 16 anos.

Na época, a investigação foi vista como um ataque do governo russo às empresas de tecnologia como forma de exercer maior controle sobre a internet.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos