Mercado abrirá em 3 h 48 min

Netflix quebra seu próprio recorde anual com 200 milhões de assinantes no mundo

Beatriz Vaccari
·2 minuto de leitura

A Netflix divulgou na última terça-feira (19) o relatório de resultados financeiros para o quarto trimestre de 2020 e também revelou um panorama geral fiscal da empresa no último ano. Entre as informações, está o marco de 200 milhões de assinantes atingidos pela companhia de streaming.

De acordo com o relatório divulgado, 37 milhões de contas foram criadas durante todo o ano de 2020, enquanto 8,5 milhões desse número foram apenas no quarto trimestre. Esse número quebra o recorde assinantes anual da Netflix, alcançando US$ 25 bilhões em receita anual e um aumento do lucro operacional em 76% para US$ 4,6 bilhões.

Em nota, um porta-voz declarou que os executivos da empresa estão "imensamente gratos por, nestes tempos desafiadores, termos sido capazes de fornecer aos nossos membros ao redor do mundo uma fonte de fuga, conexão e alegria enquanto continuamos a construir nosso negócio."

Cobra Kai, O Gambito da Rainha e Emily em Paris: três dos títulos de sucesso da plataforma em 2020 (Imagem: Divulgação / Netflix)
Cobra Kai, O Gambito da Rainha e Emily em Paris: três dos títulos de sucesso da plataforma em 2020 (Imagem: Divulgação / Netflix)

2020 foi um ano marcando pela pandemia de COVID-19 desde março até o seu fim, fazendo pessoas de todo o mundo cumprirem o período de distanciamento social em casa por recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS). A época levou a um disparo na audiência do streaming, revelou o Chief Content Officer da Netflix, Ted Sarandos, em entrevista à CNN.

Vale lembrar também que, em abril, a Netflix observou uma dobra no número de novos assinantes esperados em meio ao surto da COVID-19. A gigante registrou 15,7 milhões de novos assinantes pagos no primeiro trimestre de 2020, número duas vezes maior que a expectativa para o período. Foi revelado também na mesma época que, durante os meses de quarentena, o usuário da Netflix consumiu uma média de três horas diárias de conteúdo no catálogo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: