Mercado fechado

Netflix escolhe Microsoft para cuidar dos anúncios de planos com publicidade

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A Netflix, assim como todo o mercado de tecnologia, vem sentindo os efeitos da recessão mundial nos últimos mês, congelando contratações e realizando cortes de gastos e de pessoal — principalmente porque, além de inflação alta e crise econômica global, a plataforma viu uma debandada de assinantes nos últimos meses. Isso levou a companhia a pensar em uma opção mais barata, com veiculação de publicidade. E, agora, a Microsoft foi a parceira escolhida para cuidar da tecnologia e da venda dos anúncios.

“Em abril, anunciamos que apresentaremos um novo plano de assinatura com suporte de anúncios com preço mais baixo para consumidores, além de nossos planos básicos, padrão e premium sem anúncios existentes. Hoje temos o prazer de anunciar que selecionamos a Microsoft como nosso parceiro global de vendas e tecnologia de publicidade”, disse Greg Peters, COO e CPO da Netflix, em comunicado nesta quinta-feira (13).

A Microsoft adiantou que “os consumidores terão mais opções para acessar o conteúdo premiado da Netflix”, sem dar detalhes se isso significa mais de um tipo de plano pago com veiculação de publicidade. Todos os anúncios veiculados na Netflix estarão disponíveis exclusivamente na plataforma da Microsoft. O anúncio de hoje também endossa a abordagem da Microsoft à privacidade, que se baseia na proteção das informações dos clientes”, diz Mkhail Parakhin, presidente de Experiências Web da Microsoft.

A Netflix explica que a escolha pela Gigante de Redmond se dá devido ao modelo de negócios e ao suporte de tecnologia para distribuição de conteúdo, assim como para o gerenciamento de vendas. O cuidado com a privacidade dos dados da plataforma também teria sido um ponto-chave para a assinatura da parceria, que deve teria um contrato flexível, com possibilidade de renovação.

Ainda não há data de lançamento, preços ou áreas de disponibilidade. “É muito cedo e temos muito o que trabalhar. Mas nosso objetivo de longo prazo é claro: mais opções para os consumidores e uma experiência de marca de TV premium e melhor do que linear para os anunciantes. Estamos empolgados em trabalhar com a Microsoft enquanto damos vida a esse novo serviço”, finaliza Peters.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos