Mercado abrirá em 7 h 30 min
  • BOVESPA

    101.016,96
    -242,79 (-0,24%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.245,86
    -461,86 (-1,19%)
     
  • PETROLEO CRU

    38,76
    +0,20 (+0,52%)
     
  • OURO

    1.909,90
    +4,20 (+0,22%)
     
  • BTC-USD

    13.102,36
    +0,17 (+0,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    261,13
    -2,28 (-0,87%)
     
  • S&P500

    3.400,97
    -64,42 (-1,86%)
     
  • DOW JONES

    27.685,38
    -650,19 (-2,29%)
     
  • FTSE

    5.792,01
    -68,27 (-1,16%)
     
  • HANG SENG

    24.629,93
    -288,85 (-1,16%)
     
  • NIKKEI

    23.402,89
    -91,45 (-0,39%)
     
  • NASDAQ

    11.499,25
    +7,00 (+0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6482
    +0,0077 (+0,12%)
     

Nestlé inaugura Centro de Inovação e Tecnologia em São José dos Campos

Rui Maciel
·3 minutos de leitura

A Nestlé anunciou na última quarta-feira (08) a inauguração de um centro dedicado à inovação, desenvolvimento e testes de novas tecnologias. Localizado no Parque Tecnológico São José dos Campos (SP) - ecossistema que já abriga representantes de 280 empresas e quatro universidades - o Centro de Inovação e Tecnologia da companhia terá um espaço de 100 m². Ele vai contar com 18 posições de trabalho, sendo 11 para colaboradores Nestlé e sete rotativas para receber parceiros, fornecedores, pesquisadores, estudantes, entre outros profissionais ligados à área de tecnologia e automação.

Segundo a Nestlé, o objetivo desta nova estrutura é acelerar a pesquisa e desenvolvimento de inovações dentro do conceito de Connected Factory ("Fábrica Conectada) e de Indústria 4.0, além de fomentar um ecossistema com colaboração interna e externa nessa frente. O local também espera formar novos talentos para atuar com olhar para a transformação digital.

Colaboração com startups

Uma das frentes da Nestlé para impulsionar a colaboração e cocriação de soluções focadas em transformação digital envolverá desafios de inovação. Para isso,a companhia realizará chamadas para participação de startups, empreendedores e empresas. O objetivo é pensar soluções conjuntas para auxiliar a companhia a melhorar processos em diferentes frentes, que vão das fábricas aos pontos de venda.

A Nestlé planeja parcerias com outras startups para o desenvolvimento de soluções (Foto: Divulgação / Nestlé)
A Nestlé planeja parcerias com outras startups para o desenvolvimento de soluções (Foto: Divulgação / Nestlé)

E uma dessas ações começou já nesta quarta-feira: a companhia anunciou a abertura de inscrições para desafios em várias frentes. São elas:

  • Desenvolvimento de experiência de consumo única para o consumidor nos pontos de venda;

  • Diminuição de desperdício, reciclagem pós consumo e redução de emissões;

  • Criação de uma aplicação com inteligência artificial disponível para avaliação online nas linhas de produção de alimentos e bebida;

  • Soluções com foco em captura e monitoramento de comportamento de consumo;

  • Viabilização de personalização em escala;

  • Aplicação para identificação de sinais que possam ajudar os gestores na eliminação de acidentes de trabalho;

  • Aumento da gestão preventiva de saúde ocupacional;

  • Soluções com foco em monitoramento de preços em lojas físicas, acompanhamento de desempenho e comparação com o mercado;


Informações sobre os desafios e inscrições estão disponíveis neste link.

Indústria 4.0 na pandemia

Os investimentos da Nestlé em indústria 4.0 no Brasil começaram em 2016, com a implementação do primeiro robô em unidade fabril do País. Em 2019, a companhia aumentou em quase 80% o investimento em Pesquisa & Desenvolvimento (P&D) e otimização de produção. Para isso, foram desenvolvidas soluções com machine learning, softwares, robôs e veículos autônomos, entre outros.

Atualmente, todas as novas linhas da Nestlé já nascem com conceito 100% de indústria 4.0. Segundo Luis Garcia, vice-presidente da área Técnica da Nestlé Brasil, a companhia Investiu em frentes que incluem modernização do parque e de processos, a aquisição e desenvolvimento de tecnologias, projetos de automação em unidades e a capacitação dos colaboradores para atuar dentro dessa cultura de transformação digital.

A partir destes investimentos, a Nestlé afirma que já vem apresentando resultados positivos. Desde março deste ano, a empresa declara que várias de suas unidades atingiram altos níveis de eficiência operacional, tiveram redução de paradas não programadas e recordes de produção. Com isso, desde abril, houve quase 1,2 mil contratações entre profissionais efetivos e temporários em todo o Brasil e, desse total, 67% são posições operacionais em fábricas.

Parque Tecnológico São José dos Campos (SP) já abriga representantes de 280 empresas e quatro universidades (Foto: Divulgação / Nestlé)
Parque Tecnológico São José dos Campos (SP) já abriga representantes de 280 empresas e quatro universidades (Foto: Divulgação / Nestlé)

“A indústria 4.0 deu a flexibilidade para a Nestlé conseguir responder rapidamente a mudanças nas necessidades dos consumidores com a pandemia, ajustando, por exemplo, a produção para ampliar volumes em categorias que cresceram e produzir novos formatos", aponta Luis Garcia. "Queremos avançar assim, promovendo inovações que gerem colaboração e transformação positiva para toda a cadeia e para todos os envolvidos”.

O Centro de Inovação e Tecnologia da Nestlé fica muito próxima à fábrica de Caçapava, planta “lighthouse” da Nestlé em que são desenvolvidas e testadas soluções tecnológicas que, se aprovadas, seguem para rollout em outras unidades da empresa em toda a Zona Américas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: