Mercado abrirá em 3 h 13 min
  • BOVESPA

    114.428,18
    -219,81 (-0,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.686,03
    -112,35 (-0,21%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,10
    +0,66 (+0,80%)
     
  • OURO

    1.782,90
    +17,20 (+0,97%)
     
  • BTC-USD

    61.944,83
    +272,74 (+0,44%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.446,81
    -4,83 (-0,33%)
     
  • S&P500

    4.486,46
    +15,09 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    35.258,61
    -36,15 (-0,10%)
     
  • FTSE

    7.206,17
    +2,34 (+0,03%)
     
  • HANG SENG

    25.787,21
    +377,46 (+1,49%)
     
  • NIKKEI

    29.215,52
    +190,06 (+0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.324,25
    +33,75 (+0,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4123
    +0,0208 (+0,33%)
     

Neste dia das crianças, saiba como proteger a saúde mental da geração alpha

·2 minuto de leitura

Nesta terça (12), comemora-se o dia das crianças, e com base nisso, especialistas dão conselhos para proteger a saúde mental dos pequenos, que integram a chamada "geração alpha", ou seja: aqueles que nasceram a partir do ano de 2010, já em um mundo praticamente digital.

A médica com foco em saúde mental do Hospital Santa Mônica, dra. Luciana Mancini Bari, e o psicólogo Alef Ferreira, explicam que desde cedo essas crianças se acostumaram a viver em um ambiente 100% conectado, o que pode impactar o comportamento dessa geração em diferentes sentidos. Por isso, é preciso ter cuidado para que essa geração não seja afetada pelos aspectos negativos comuns ao mundo virtual.

Os especialistas alertam que é preciso orientar esse público a respeito da relevância de priorizar o equilíbrio entre o virtual e o real. Ou seja, o ideal é cuidar para que a geração alpha tenha uma relação mais saudável com os ambientes digitais.

(Imagem: Pressmaster/envato)
(Imagem: Pressmaster/envato)

Os problemas de saúde mental mais comuns nessas crianças

Os especialistas em saúde mental reiteram que a relação entre crianças e eletrônicos pode gerar desequilíbrios que levam à instabilidade psicológica, principalmente porque elas estão expostas ao medo e à insegurança. Essas crianças precisam de ajuda para se desenvolver psicologicamente para aprender a lidar melhor com suas emoções e seus sentimentos.

Os médicos comentam, ainda, que essa geração é muito mais autônoma em relação às próprias convicções ou dúvidas, então os pais e professores devem adotar uma postura cuidadosa para impor seus conceitos e valores, já que a falta de atenção ou de cuidado nesse sentido pode gerar embates que levam ao desenvolvimento de problemas emocionais típicos dessa faixa etária, como a ansiedade e depressão.

Dificuldade para lidar com o “não”, maior tendência à intolerância ao fracasso, mais dificuldade de conexão familiar e social, baixa autoestima gerada pela supervalorização da beleza estética, dificuldade de absorção de conteúdos escolares no modo tradicional, raiva desmedida ou frustração quando algo não acontece conforme o esperado e maior tendência à irritabilidade ou agressividade sem causa aparente são outras características apontadas para essa geração.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos