Mercado fechará em 3 h 12 min
  • BOVESPA

    111.599,47
    -2.213,40 (-1,94%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.476,28
    -253,52 (-0,52%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,59
    +1,09 (+1,20%)
     
  • OURO

    1.764,20
    -7,00 (-0,40%)
     
  • BTC-USD

    21.596,49
    -1.694,52 (-7,28%)
     
  • CMC Crypto 200

    513,94
    -27,66 (-5,11%)
     
  • S&P500

    4.239,02
    -44,72 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    33.798,90
    -200,14 (-0,59%)
     
  • FTSE

    7.550,37
    +8,52 (+0,11%)
     
  • HANG SENG

    19.773,03
    +9,12 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    28.930,33
    -11,77 (-0,04%)
     
  • NASDAQ

    13.294,00
    -229,25 (-1,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2051
    -0,0087 (-0,17%)
     

Nervosismo externo faz dólar subir para R$ 5,37

A trégua no mercado financeiro durou pouco. Após alguns dias de alívio, o dólar voltou a subir nesta segunda-feira (11), pressionado pelo nervosismo externo. A bolsa de valores caiu mais de 2% e voltou a ficar abaixo dos 100 mil pontos.

O dólar comercial encerrou esta segunda-feira (11) vendido a R$ 5,371, com valorização de R$ 0,103 (+1,96%). A cotação operou em alta durante toda a sessão, mas intensificou a subida perto do fim das negociações, fechando próxima da máxima do dia.

Com o desempenho de hoje, a moeda norte-americana acumula alta de 2,6% em julho. Em 2022, a divisa cai 3,68%.

O dia também foi tenso no mercado de ações. Pressionado pela queda das commodities (bens primários com cotação internacional), o índice Ibovespa fechou aos 98.212 pontos, com recuo de 2,07%.

Nesta segunda, os receios de que a economia norte-americana entre em recessão voltaram a pesar no mercado internacional, empurrando o dólar para cima e as bolsas de todo o planeta para baixo. Outros fatores externos contribuíram para o pessimismo global.

O anúncio de novos lockdowns na China para conter a disseminação da covid-19 fez os preços de commodities como petróleo e minério de ferro caírem nesta segunda-feira. A ameaça de uma crise energética na Europa por causa do fechamento do gasoduto Nord Stream 1, entre Rússia e Alemanha, também pesou. O gasoduto entrou em manutenção por dez dias, mas a Rússia pode fechá-lo por tempo indeterminado por causa da guerra na Ucrânia.

*Com informações da Reuters

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos