Mercado fechado

'Negra feia e desgraçada', diz homem a idosa em voo; companhia é ameaçada de boicote

Passageiro ofendeu idosa durante voo com xingamentos de alcunha racista (Facebook/David Lawrence)

Um vídeo que apresentou ampla repercussão na internet vem cobrando a companhia aérea Ryanair por omissão diante de um caso de racismo. Uma senhora de 77 anos foi alvo de injúrias raciais por outro passageiro durante um voo da empresa, entre Barcelona e Londres, na última sexta-feira (19). O ataque foi registrado por outro tripulante, que divulgou as imagens na web.

A discussão teria se iniciado quando a mulher, que sofre de artrite, demorou para se levantar da poltrona, localizada no corredor, para que o homem pudesse se sentar na janela. Segundo passageiros que estavam no voo, em relato à BBC, o homem se irritou e passou a ofender a passageira com racismo.

No vídeo, visualizado mais de 1,8 milhões de vezes no Facebook, é possível ouvir o homem ameaçar “empurrá-la” para outro lugar. A gritaria atraiu a atenção da filha da vítima, que deixou o seu lugar para defender a mãe.

“Não me importa se ela é uma pessoa com deficiência ou não. Não me diga o que eu devo fazer. Se eu digo a ela que ela tem que sair, ela tem que sair”, diz o homem. “Estou dizendo a você. Se você não mudar de assento, eu vou empurrá-la para outro assento”.

Ele continua com as ofensas, apesar do envolvimento de outras pessoas que saíram em defesa da idosa. “Não fale comigo em uma língua estrangeira, sua vaca feia e estúpida, afirma, antes de acrescentar: “Eu vou continuar por quanto tempo eu quiser com essa negra feia e desgraçada”.

David Lawrence, o passageiro que filmou toda a ação, afirmou que, a princípio, funcionários da companhia aérea não se envolveram na discussão. Apenas após alguns minutos é que um deles disse ao agressor que reportaria a situação a um superior. A empresa vem sendo criticada, e até mesmo ameaçada de boicote, por não ter retirado o homem da aeronave.

Em nota, a Ryanair afirmou que “não vai tolerar comportamentos indisciplinados como esse (do passageiro)” e diz ter notificado o caso à polícia britânica.

O caso está sendo investigado pela polícia de Essex, onde fica localizado o Aeroporto de Stansted, destino do voo na Inglaterra.