Mercado fechado

Negócio de gente grande: jovem carioca ganha a vida fazendo memes

Fábio Santana é o dono da conta Sou Eu Na Vida no Instagram (Foto: Divulgação/André Moreira)

Meme pode ser só brincadeira para você, mas para o carioca Fábio Santana, de 23 anos, é coisa séria. O estudante de publicidade é o criador e a mente por trás da conta Sou Eu Na Vida no Instagram, que conta com quase 8,5 milhões de seguidores. Ele transformou hobby em trabalho e hoje ganha dinheiro produzindo conteúdo de humor nas rede social. “Uni o útil com o agradável”, brinca o jovem em entrevista ao Yahoo. O mais interessante? Esse é o primeiro emprego dele.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

Louco por internet, Fábio começou o projeto há seis anos como uma brincadeira quando estava prestes a ingressar na faculdade. Seu objetivo sempre foi entreter de forma leve e fazer com que os seguidores se identifiquem com as suas publicações. Ele compartilha situações da vida real e as ilustra com as melhores imagens e vídeos possíveis.

Leia também

Olha só:

O estudante alcançou 10 mil seguidores em pouquíssimo tempo e percebeu que as zoeiras poderiam virar um negócio. A produção de posts engraçados em massa rendeu 100 mil seguidores no Sou Eu Na Vida em um mês. Uau! E foi nesse momento que as marcas começaram a procurá-lo para fazer os famosos “publis”. “No primeiro trabalho que eu fiz, ganhei mais do que o salário de um mês da minha mãe. Deu para pagar as contas, guardar e ainda sobrou”, revela Fábio.

“Não me apoiavam no começo”

A ideia de ver o filho passando horas e horas no celular não agradava muito a promotora de vendas Elaine Santana, 42. “Como era algo que tomava muito o tempo, larguei os hobbies. Depois que minha mãe viu o dinheiro entrando, me deu apoio, viu que tinha futuro. Compreendo ela”, diz Fábio.

Ele passou a aplicar os estudos da faculdade de publicidade no seu novo negócio: Fábio investiu em divulgação e fez colaborações com outras contas de humor para ganhar relevância na internet. A ideia deu certo: o Sou Eu Na Vida ganhou seguidores célebres como AnittaLudmillaGiovanna Ewbank e Bruna Marquezine, que curtem e compartilham seus memes. “Quando elas me seguiram fiquei chocado. Vi que meu trabalho tomou grandes proporções. Foi gratificante”, conta o criador.

Foi em 2016, durante as Olimpíadas do Rio de Janeiro, que a conta atingiu um milhão de fãs. Fábio fez uma cobertura “paralela” do torneio e atraiu muita gente. “As pessoas começaram a entrar no meu Instagram pra acompanhar de uma forma engraçada”, explica. E tudo só melhorou desde então.

Negócio de gente grande

A Sou Eu Na Vida virou uma gigante do Instagram e atrai marcas igualmente poderosas. Elas pagam para Fábio produzir conteúdos e ações divertidas que promovam seus produtos. “Já trabalhei com Seara, Burger King, Jontex, KY e algumas gravadoras”, conta. Anitta, Claudia Leitte e Jojo Todynho são algumas cantoras que procuraram o estudante para divulgar lançamentos.

As parcerias não são fixas, mas a procura pelo trabalho de Fábio sempre foi tão grande desde o início que ele nunca precisou de um emprego formal com carteira assinada. Ele faz, em média, oito publicidades por mês. “Consegui me mudar de Nilópolis para a Barra da Tijuca. Me sustento e ajudo em casa. É muito gratificante poder ajudar a família e dar orgulho pra ela”, afirma.

A demanda cresceu e a produção também: o futuro publicitário contratou duas pessoas para criar junto com ele. Fábio é, definitivamente, a prova de que é possível empreender em cima dos memes.

“O segredo é a originalidade"

Por trás de tanto sucesso tem muito esforço, criatividade e respeito. Fábio quer passar longe de piadas ofensivas ou de cunho político. “Não me posiciono em nada. É humor leve, para rir, nada de ‘humor negro’ nem apelação. Antes de postar eu confiro tudo”, garante. Ele também é dono da conta Dona Hermínia, uma homenagem à personagem de Paulo Gustavo em ‘Minha Mãe É Uma Peça’. A página tem quase 2,5 milhões de seguidores.

E ele dá uma dica fundamental para quem quer transformar a brincadeira em negócio: compartilhar conteúdo original e com rapidez. “Outras contas até me copiam hoje em dia”, brinca. É referência que fala?!