Mercado fechará em 2 h 24 min

Negociador da UE alerta sobre ‘sérias divergências’ para Brexit

Ian Wishart e Nikos Chrysoloras
·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- O negociador-chefe da União Europeia para o Brexit, Michel Barnier, alertou sobre “divergências muito sérias” com o Reino Unido, já que o tempo para alcançar um acordo comercial se esgota.

Faltando menos de duas semanas para o fim do prazo estabelecido para chegar a um acordo, os dois lados ainda precisam encontrar soluções em matéria de pesca, igualdade de condições para empresas e governança, disse Barnier em tuíte após fornecer informações a estados membros na quarta-feira.

“São condições essenciais para qualquer parceria econômica”, afirmou.

O negociador-chefe se mostrava cauteloso quanto às perspectivas de um acordo nos próximos dias, segundo duas pessoas a par da reunião de Barnier com embaixadores dos 27 países da UE.

As negociações, que começaram em março, terminaram em Bruxelas na quarta-feira para permitir que os dois lados se reagrupem e realizem deliberações internas. As conversas devem ser retomadas em Londres na próxima semana.

A igualdade de condições continua a ser uma das questões mais difíceis, disse Barnier na reunião. O Reino Unido mantém sua oposição a um acordo para a não regressão das normas e desenvolvimento conjunto de futuras normas mais elevadas, disse uma das pessoas.

Barnier também disse aos embaixadores que houve avanço considerável em questões menores, com um acordo sobre os itens agora estabelecidos no texto jurídico.

O Reino Unido deixará o mercado único do bloco com ou sem acordo quando o período de transição pós-Brexit terminar em 31 de dezembro. Ambos os lados dizem que precisam de um mínimo de seis semanas para ratificar qualquer pacto em seus respectivos parlamentos.

O fracasso em chegar a um acordo deixará o comércio do Reino Unido com tarifas e cotas e sem quaisquer pactos de cooperação em vigor em áreas como segurança, aplicação da lei e transporte.

Embora os negociadores tenham conseguido alguns pontos positivos nos tópicos de pesca e igualdade de condições, incluindo referências à política de subsídios do Reino Unido no acordo, isso não é suficiente para se falar em avanço, disseram as autoridades.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.