Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,69 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,11 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +0,10 (+0,01%)
     
  • BTC-USD

    48.735,15
    -688,44 (-1,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,72 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,21 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,17 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

Navios russos e chineses realizam primeiras patrulhas conjuntas no Pacífico

·1 min de leitura

MOSCOU (Reuters) - Navios de guerra russos e chineses realizaram suas primeiras patrulhas conjuntas na parte ocidental do oceano Pacífico de 17 a 23 de outubro, disse o Ministério da Defesa da Rússia em comunicado neste sábado.

Moscou e Pequim, que realizaram exercícios de cooperação naval no mar do Japão no início de outubro, cultivaram laços militares e diplomáticos mais estreitos nos últimos anos, numa época em que suas relações com o Ocidente azedaram.

As manobras navais têm sido observadas de perto pelo Japão, que disse no início desta semana que um grupo de dez navios da China e da Rússia navegou pelo estreito de Tsugaru, que separa a ilha principal do Japão e a ilha de Hokkaido, ao norte.

"O grupo de navios passou pelo estreito de Tsugaru pela primeira vez como parte da patrulha", disse o Ministério da Defesa da Rússia em comunicado. O estreito é considerado águas internacionais.

"As tarefas das patrulhas eram a demonstração das bandeiras dos Estados russos e chineses, a manutenção da paz e da estabilidade na região Ásia-Pacífico e a tutela dos sujeitos das atividades econômicas marítimas dos dois países", acrescentou o ministério.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos