Mercado fechará em 6 h 9 min
  • BOVESPA

    119.932,26
    +635,12 (+0,53%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.887,55
    +383,84 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,39
    +1,21 (+2,01%)
     
  • OURO

    1.739,10
    -8,50 (-0,49%)
     
  • BTC-USD

    64.068,68
    +1.172,02 (+1,86%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.378,72
    +2,94 (+0,21%)
     
  • S&P500

    4.146,57
    +4,98 (+0,12%)
     
  • DOW JONES

    33.830,38
    +153,11 (+0,45%)
     
  • FTSE

    6.922,96
    +32,47 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    28.900,83
    +403,63 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    29.620,99
    +82,29 (+0,28%)
     
  • NASDAQ

    13.963,50
    -12,25 (-0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8278
    -0,0034 (-0,05%)
     

Navio encalhado no Canal de Suez se mexe, mas ainda não está claro quando será libertado

·1 minuto de leitura
Navio Ever Given encalhado no Canal de Suez, no Egito

SUEZ, Egito (Reuters) - O chefe da Autoridade do Canal de Suez afirmou neste sábado que as tentativas de remover o navio porta-contêineres que está encalhado e bloqueando o canal permitiram que sua popa e leme se movessem, mas ele ainda não podia prever quando o barco voltaria a flutuar.

O cargueiro Ever Given, de 400 metros, ficou encalhado na diagonal na parte sul do canal em meio aos fortes ventos no início da terça-feira, afetando a navegação global ao bloquear uma das rotas marítimas mais movimentadas do mundo.

Cerca de 15% do tráfego marítimo global passa pelo Canal de Suez e centenas de navios aguardam para atravessar o canal assim que ele for desobstruído.

O presidente da Autoridade, Osama Rabie, afirmou que espera que não seja necessário retirar alguns dos 18.300 contêineres que estão no navio para aliviar o seu peso, mas que marés e ventos fortes estavam complicando os esforços para desencalhá-lo.

"A popa do navio começou a se mover em direção a Suez, e isso foi um sinal positivo até as 23h (18h em Brasília), mas a maré caiu significativamente e paramos", disse Rabie a jornalistas em Suez.

"Esperamos que a qualquer momento o navio possa deslizar e se mover do local em que está", acrescentou.

(Reportagem de Omar Fahmy, Nafisa Eltahir e Aidan Lewis)