Mercado fechará em 5 h 13 min
  • BOVESPA

    109.726,28
    +1.238,40 (+1,14%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.630,83
    +112,53 (+0,22%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,24
    -1,04 (-0,94%)
     
  • OURO

    1.852,10
    +10,00 (+0,54%)
     
  • BTC-USD

    30.251,95
    +274,43 (+0,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    678,50
    +3,62 (+0,54%)
     
  • S&P500

    3.940,84
    +39,48 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    31.700,15
    +438,25 (+1,40%)
     
  • FTSE

    7.501,51
    +111,53 (+1,51%)
     
  • HANG SENG

    20.470,06
    -247,18 (-1,19%)
     
  • NIKKEI

    27.001,52
    +262,49 (+0,98%)
     
  • NASDAQ

    11.915,25
    +74,50 (+0,63%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1189
    -0,0339 (-0,66%)
     

Navi 24 da RX 6500 XT foi projetada para notebooks, aponta funcionário da AMD

Sem suporte para codificação AV1, H.264 e H.265, e munida de apenas 4 pistas PCIe 4.0, a GPU Navi 24 que equipa a recém-lançada Radeon RX 6500 XT teria sido planejada com foco em equipar notebooks, como indica publicação do arquiteto de software AMD ROCm para Linux, John Bridgman, em fórum dedicado ao sistema operacional. O especialista respondia a usuários que discutiam as limitações drásticas aplicadas pela empresa na nova placa de vídeo de baixo custo.

Navi 24 da RX 6500 XT mirava em notebooks

Apesar de também estar presente em modelos para notebook, e na ainda mais modesta RX 6400, a GPU Navi 24 chamou a atenção nesta semana por equipar a RX 6500 XT, vendida pela AMD como a solução para gamers que ainda utilizavam placas de vídeo antigas, como a RX 580 e a GTX 1060, pudessem atualizar o hardware sem precisar lidar com os preços exagerados que outras soluções enfrentam diante da escassez de semicondutores.

Em resposta a usuários, o engenheiro do AMD ROCm para Linux, John Bridgman, confirmou que a GPU Navi 24 foi idealizada para uso primário em notebooks (Imagem: Reprodução/VideoCardz)
Em resposta a usuários, o engenheiro do AMD ROCm para Linux, John Bridgman, confirmou que a GPU Navi 24 foi idealizada para uso primário em notebooks (Imagem: Reprodução/VideoCardz)

No entanto, cortes drásticos acabaram afetando o desempenho da placa de maneira significativa, o que gerou discussões pela internet. Uma delas, no fórum do portal Phoronix, dedicado a distros Linux, chegou a envolver John Bridgman, que revelou a um dos usuários que a Navi 24 foi, na verdade, planejada para ser usada primariamente como uma solução dedicada a notebooks.

O engenheiro explicou que a ideia seria combinar o componente aos novos processadores Ryzen 6000 "Rembrandt", que trazem barramento PCIe 4.0, reduzindo as chances de gargalos, além de hardware dedicado a codificar vídeos com os codecs H.264, H.265 e AV1, uma das ausências criticadas na RX 6500 XT. Seja qual for o motivo, a empresa decidiu trazer o chip aos desktops, mas os cortes acabaram roubando as atenções.

Placa de vídeo de entrada teve estreia polêmica

Oficializada durante a CES 2022, a AMD Radeon RX 6500 XT chegou buscando ser uma opção potente e acessível, tendo como destaque o uso da Navi 24, primeira GPU de 6 nm a chegar ao mercado. A novidade trouxe 16 Unidades Computacionais (CUs) e 1.024 núcleos, junto a 16 Ray Accelerators para Ray Tracing, com clocks altíssimos que beiram os 3 GHz.

Apesar das promessas, a placa teve uma estreia conturbada e acabou não sendo recomendada, tanto pelas limitações que trouxe, quanto por atitudes tomadas pelo time vermelho no dia da estreia.

Caption
Caption

A memória é a primeira limitação, com apenas 4 GB, operando em uma interface de 64-bit — a quantidade é baixa para jogos modernos e deve exigir que o componente acesse a RAM do sistema com frequência para buscar arquivos, algo que não seria exatamente um problema, caso a conexão PCIe também não tivesse sido restringida.

A AMD optou por cortar o número de pistas PCIe do slot de comunicação com a placa-mãe, reduzindo-os dos tradicionais 16 para apenas 4. Ainda que uma conexão PCIe 4.0 x4, caso da RX 6500 XT, entregue largura de banda equivalente a um conector PCIe 3.0 x8, a placa está fisicamente limitada a apenas 4 pistas.

Na prática, isso significa que o componente entrega apenas metade da velocidade em um sistema com barramento PCIe 3.0, deixando de lado boa parte do desempenho que é capaz de oferecer.

Complementando os cortes controversos, que incluem também a remoção dos codecs citados anteriormente, a AMD retirou do ar texto oficial que desencorajava o uso de GPUs de 4 GB horas antes do início as vendas do lançamento, gerando uma resposta negativa de usuários e da mídia internacional.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos