Mercado fechado

Nave russa se "estaciona" automaticamente em outra "vaga" da ISS

·1 min de leitura

Por volta das 1h21 (horário de Brasília) da madrugada desta sexta-feira (22), a espaçonave russa Progress 78 se encaixou automaticamente ao módulo russo Nauka da Estação Espacial Internacional (ISS). A nave estava estacionada no módulo Poisk desde julho deste ano, até desacoplar da ISS na última quarta (20) para ser realocada.

Na última quarta-feira (20), a Progress 78 foi desencaixado do módulo Poisk e passou os últimos dois dias separados da ISS, enquanto os cosmonautas preparavam o módulo Nauka para receber a nave nesta sexta. O reposicionamento da nave servirá para verificar vazamentos nos propulsores do módulo Nauka antes de serem usados para orientação da unidade orbital.

A nave russa de reabastecimento Progress 78, aproximando-se da ISS pouco antes de se atracar no módulo Poisk em 2 de julho deste ano (Imagem: Reprodução/NASA)
A nave russa de reabastecimento Progress 78, aproximando-se da ISS pouco antes de se atracar no módulo Poisk em 2 de julho deste ano (Imagem: Reprodução/NASA)

A Progress 79, nova nave cargueira russa, está prevista para ser lançada a partir do Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão, entre os dias 27 e 28 de outubro. A nave levará quase três toneladas de alimentos, combustível e suprimentos para a tripulação da ISS e chegará ao módulo de serviço Zvezda na sexta-feira, dia 29.

Há mais de 20 anos, a ISS tem sido palco de importantes trabalhos e pesquisas científicas desenvolvidas a partir do espaço. O avanço do conhecimento científico e as demonstrações de novas tecnologias oferecem ferramentas que serão usadas nas futuras missões tripuladas e também aqui na Terra. Ao todo, 246 pessoas de 19 países já passaram pelo laboratório orbital, totalizando mais de 3.000 estudos e investigações educacionais.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos