Mercado fechado

Naturgy vende unidade no Chile à chinesa State Grid por US$3 bi

·1 minuto de leitura

MADRI (Reuters) - A empresa de energia elétrica espanhola Naturgy informou nesta sexta-feira que chegou a acordo para vender 96% de sua unidade no Chile, a Companhia General de Electricidad, para a chinesa State Grid International Development por 2,57 bilhões de euros (3,04 bilhões de dólares).

A Naturgy, cujas ações saltaram 5,9% após o anúncio, disse que espera ainda obter um ganho de capital pré-taxas de cerca de 400 milhões de euros na transação.

Os resultados da companhia sofreram com a pandemia de Covid-19 impactando a demanda por energia, o que pesou sobre os preços do gás, que já estavam baixos devido a um excesso de oferta. Mesmo com a alta nesta sexta, as ações da empresa ainda recuam cerca de 13% no ano.

A venda da unidade chilena está em linha com o objetivo de se tornar "uma companhia menos volátil, mais previsível, um pouco mais sem graça, se você quiser", disse a jornalistas o presidente da companhia, Francisco Reynes, em teleconferência.

Apesar dos ganhos, "não temos pressa para investir o que vamos gerar (em recurso)", acrescentou ele.

Antes conhecida como Gas Natural, a Naturgy passou por uma reforma administrativa em 2018 que envolveu cortes de custos e a saída de diversos países, agora buscando focar em energia renovável e redes elétricas em países com regulação e condições macroeconômicas estáveis.

A operação, fechada em dinheiro, deve ser concluída até o final de fevereiro, e acontece em momento em que empresas chinesas têm ampliado investimentos em indústrias chilenas que vão da criação de salmão ao lítio. A China é o principal parceiro comercial do Chile.

Os bancos espanhóis Santander e BBVA assessoraram a State Grid, enquanto a Naturgy contratou o Citi.

(Por Inti Landauro e Isla Binnie)