Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.036,79
    +2.372,44 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.626,80
    -475,75 (-1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,74
    -1,49 (-1,83%)
     
  • OURO

    1.668,30
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    19.251,11
    -182,42 (-0,94%)
     
  • CMC Crypto 200

    443,49
    +0,06 (+0,01%)
     
  • S&P500

    3.585,62
    -54,85 (-1,51%)
     
  • DOW JONES

    28.725,51
    -500,10 (-1,71%)
     
  • FTSE

    6.893,81
    +12,22 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    17.222,83
    +56,96 (+0,33%)
     
  • NIKKEI

    25.937,21
    -484,84 (-1,83%)
     
  • NASDAQ

    11.058,25
    -170,00 (-1,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3079
    +0,0099 (+0,19%)
     

Natura&Co diz que não estuda atualmente cisão da Aesop ou venda da The Body Shop

Natura

Por Andre Romani

SÃO PAULO (Reuters) - A holding de marcas de cosméticos Natura&Co disse nesta quinta-feira que seu conselho de administração não conduz atualmente qualquer estudo para uma possível cisão da unidade Aesop ou venda da The Body Shop, segundo comunicado.

As ações da Natura&Co acumulam alta de quase 16% em setembro, ajudada por expectativa do mercado com relação a uma reestruturação envolvendo os negócios da empresa: Avon, Aesop, The Body Shop e Natura. O Ibovespa tem avanço de 0,4% no mês.

Fábio Barbosa, ex-presidente do Santander Brasil e do Grupo Abril, foi anunciado em junho como novo presidente-executivo da companhia. Desde então, a Natura&Co vem falando em reorganizar suas operações para dar mais autonomia às unidades de negócio, deixar sua estrutura mais leve e potencialmente sair de mercados menos rentáveis.

A empresa observou nesta quinta-feira que a Avon é gerida na região da América Latina em conjunto com as marcas Natura, The Body Shop e Aesop pela unidade de negócio Natura&Co Latam, e disse que "o processo interno de integração das operações na Natura&Co Latam continua sendo conduzido e acelerado para maior geração de valor."

Comentando potenciais movimentos a serem realizados pela Natura&Co em meio à reestruturação em curso, analistas da XP disseram em relatório na véspera que uma combinação entre as operações latino-americanas das marcas Natura e Avon era uma das medidas mais prováveis a serem tomadas.

Eles também escreveram que não viam o "timing" como ideal para a cisão da Aesop, enquanto uma potencial venda da The Body Shop reduziria a complexidade da holding.

A Natura&Co disse nesta quinta-feira que o foco da australiana Aesop, marca de produtos para pele e cabelo, segue em iniciativas para acelerar o crescimento, enquanto os esforços da marca inglesa de cosméticos e perfumes The Body Shop estão voltados para perseguir maior eficiência e melhorias em geração de caixa e rentabilidade.

A Natura&Co ainda disse que avalia constantemente alternativas estratégicas para criação de valor e reiterou que não descarta revisar seus modelos de operação ou sua presença em mercados.