Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.427,98
    -339,48 (-0,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.170,78
    +40,90 (+0,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,10
    +0,02 (+0,03%)
     
  • OURO

    1.775,00
    -8,40 (-0,47%)
     
  • BTC-USD

    32.497,74
    -1.450,78 (-4,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    779,71
    -30,48 (-3,76%)
     
  • S&P500

    4.241,84
    -4,60 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    33.874,24
    -71,34 (-0,21%)
     
  • FTSE

    7.074,06
    -15,95 (-0,22%)
     
  • HANG SENG

    28.922,55
    +105,48 (+0,37%)
     
  • NIKKEI

    28.920,65
    +45,76 (+0,16%)
     
  • NASDAQ

    14.295,25
    +32,25 (+0,23%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9262
    -0,0023 (-0,04%)
     

National Geographic diz que a Terra tem cinco oceanos

·3 minuto de leitura
National Geographic diz que a Terra tem cinco oceanos
National Geographic diz que a Terra tem cinco oceanos

A National Geographic Society fez o primeiro mapeamento dos oceanos em mais de 100 anos e, desta vez, reconhece que a Terra possui cinco oceanos. Segundo a organização, nesta semana será reconhecido o Oceano Antártico, um corpo de água que circunda a Antártida.

“Os cientistas sabem há muito tempo que há uma região ecológica distinta ao redor da Antártica”, disse o geógrafo da National Geographic Society, Alex Tait, em uma entrevista ao The Washington Post. Porém, nunca houve um acordo dentro da comunidade científica internacional sobre os limites desse corpo d’água.

Os membros da Administração Oceânica Atmosférica Nacional dos Estados Unidos (NOAA) já reconhecem essa faixa de água como o quinto oceano desde 1999. Foi aí, inclusive, que o Conselho de Nomes Geográficos dos Estados Unidos aprovou o nome “Oceano Antártico”. Porém, em 2000, quando a Organização Hidrográfica Internacional (IHO), que rastreia e mapeia mares e oceanos, recebeu a proposta para delimitar as fronteiras deste oceano, não houve consenso.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Falta de acordo

A IHO é uma das principais fontes de consulta usadas pela National Geographic para consultas sobre nomes de lugares, por conta disso, a organização já tinha rotulado o Oceano Antártico em seus mapas anteriormente. Contudo, sempre que este oceano era citado, havia um aviso de isenção de responsabilidade sobre a falta de um amplo acordo sobre o seu reconhecimento.

“Pensamos que era importante reconhecê-lo oficialmente”, disse Tait. “As pessoas nos procuram em busca de fatos geográficos: quantos continentes, quantos países, quantos oceanos? Até agora, dizíamos quatro oceanos”. Mas agora, serão listados cinco oceanos: Antártico, Ártico, Atlântico, Índico e Pacífico.

Leia mais:

De acordo com Tait, isso será fundamental em termos educacionais, já que a National Geographic tem um programa de educação em geografia e disponibiliza materiais para escolas e para o público em geral.

Limites

A NOAA definiu que o Oceano Antártico corresponde à área entre a costa da Antártida e 60 graus de latitude sul. A NatGeo disse que usará a mesma delimitação, com a latitude 60 sul também sendo usada como limite norte, excluindo a passagem de Drake e o mar da Escócia. De acordo com o Enric Sala, explorador residente da National Geographic, o quinto oceano é um “anel oceânico no fim do mundo que conecta os oceanos Pacífico, Atlântico e Índico”.

Tanto Tait, quanto Sala, acreditam que o reconhecimento do Oceano Antártico por parte da sociedade pode aumentar a conscientização sobre o papel desse corpo d’água nas mudanças climáticas.

De acordo com Sala, o quinto oceano “contém áreas que estão se aquecendo mais rapidamente na Terra, como a Península Antártica”. “Esta é uma grande oportunidade para aumentar o perfil desta região vital e aumentar a conscientização sobre as ameaças que a afetam e as soluções”, declarou o explorador.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos