Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.132,53
    +346,23 (+0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.200,59
    -535,89 (-1,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,87
    +0,16 (+0,35%)
     
  • OURO

    1.807,30
    +1,80 (+0,10%)
     
  • BTC-USD

    18.720,75
    -320,08 (-1,68%)
     
  • CMC Crypto 200

    368,46
    -2,05 (-0,55%)
     
  • S&P500

    3.629,65
    -5,76 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    29.872,47
    -173,77 (-0,58%)
     
  • FTSE

    6.391,09
    -41,08 (-0,64%)
     
  • HANG SENG

    26.669,75
    +81,55 (+0,31%)
     
  • NIKKEI

    26.296,86
    +131,27 (+0,50%)
     
  • NASDAQ

    12.172,00
    +19,75 (+0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3382
    -0,0587 (-0,92%)
     

Nasdaq se recupera com foco voltando para tecnologia

·2 minuto de leitura

(Reuters) - Os índices Nasdaq e S&P 500 avançavam nesta quarta-feira, com sinais de eficácia em potencial vacina contra a Covid-19 elevando esperanças sobre uma recuperação econômica mais rápida do que o esperado, enquanto as ações de tecnologia se recuperavam das perdas acentuadas desta semana.

O Nasdaq, com forte peso de papéis do setor tecnológico, liderava os ganhos entre os principais índices. As chamadas "megacaps" do segmento de tecnologia, incluindo Netflix Inc, Amazon.com Inc e Facebook Inc, consideradas vencedoras num contexto de teletrabalho e isolamento social, também ganhavam entre 1% e 2%.

O índice de tecnologia do S&P 500 aumentava 1,6%, melhor desempenho entre os índices setoriais, seguido pelo índice de consumo discricionário.

Dados encorajadores sobre uma vacina em estágio final no início desta semana levaram a uma rotação de saída de nomes de tecnologia e impulsionaram a demanda por ações sensíveis ao crescimento econômico, bem como por aquelas que têm ficado para trás neste ano, como as dos setores de energia, financeiro e industrial.

Um dos principais especialistas em doenças infecciosas dos EUA recomendou cautela até que uma vacina possa ser aprovada e distribuída, conforme a Califórnia e vários Estados do Meio-Oeste dos EUA reforçaram restrições.

"Levará muito tempo antes que possamos ter uma parte considerável da população vacinada... mas isso indica um futuro um pouco mais brilhante", disse Randy Frederick, vice-presidente de operações e derivados da Charles Schwab, em Austin, Texas.

Os mercados, que também receberam impulso depois que o democrata Joe Biden foi considerado o vencedor das eleições presidenciais nos EUA, no geral ignoravam as contestações legais do presidente Donald Trump, já que elas não apresentaram evidências de problemas com votos.

Enquanto isso, o Partido Democrata manteve o controle da Câmara dos Deputados dos EUA com maioria mais apertada, informou a Associated Press, mas investidores estão mais focados nas eleições para o Senado em janeiro, que podem determinar se as principais prioridades democratas, como um grande projeto de lei de ajuda ao combate dos efeitos do coronavírus, seriam aprovadas.

Às 12:32 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,03%, a 29.412 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,452683%, a 3.562 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 1,59%, a 11.737 pontos.