Mercado fechará em 2 h 25 min

Nasce iniciativa para transformar cidades em motores de mudança nas Américas

O "think tank" americano Inter-American Dialogue lança nesta quinta-feira (28), em Washington, D.C., uma iniciativa para que as cidades das Américas, do Canadá à Argentina, passando pelo Caribe, promovam mudanças, já que os governos federais "não agem", devido à "polarização".

A "Iniciativa Cidades" oferece um fórum para soluções inovadoras em migração, mudanças climáticas, recuperação econômica inclusiva, saúde e segurança.

Cidades como Timbiqui e Bogotá, na Colômbia; Los Angeles, Denver e San Antonio, nos Estados Unidos; Posadas e Buenos Aires, na Argentina; Upala, na Costa Rica; São Bernardo, no Brasil; Vale Goascoran, em Honduras; e Guayaquil, no Equador, entre outras, aderiram ao projeto, informa o Inter-American Dialogue, que pretende acrescentar muitas mais à lista.

Na região, "estamos vendo que os governos federais, por conta da polarização, em muitos, muitos casos (...) não estão agindo" diante dos problemas dos cidadãos que acabam "perdendo a fé na democracia", disse à AFP a diretora do instituto, Rebecca Bill Chávez.

O apoio à democracia na América Latina e no Caribe diminuiu de 63% em 2010 para 49% em 2020, segundo o Latinobarômetro 2021.

“Eles confiam muito mais no governo municipal do que no governo federal ou nacional, e esperam que os prefeitos e outras lideranças locais forneçam soluções”, acrescenta Rebecca Bill Chavez.

Uma pesquisa realizada pelo Gallup Institute em 2021 nos Estados Unidos mostra que 39% dos americanos confiam no governo federal, enquanto 66% confiam nos governos locais.

Precedida pela Cúpula de Prefeitos realizada durante a Cúpula das Américas em junho, a Iniciativa Cidades pretende se tornar uma ferramenta para enfrentar os problemas da região. Em outubro, vai-se concentrar na migração na América Central e no México.

O projeto não é, porém, apenas sobre compartilhar experiências, destacam seus organizadores, mas também sobre fortalecer as cidades “contra a erosão democrática”.

Para isso, eles preparam um relatório de boas práticas para que se possa implementar o que funcionou em outras partes do mundo.

O Inter-American Dialogue conta com a ajuda das autoridades governamentais dos Estados Unidos e do banco de desenvolvimento CAF da América Latina, para que "ouçam", "se inspirem" nas ideias e as apoiem.

Ideias não faltam, como se viu na Cúpula de Prefeitos. Segundo Bill Chávez, cada cidade relatou como resolveu um problema para ver se o modelo é exportável: como combatem os estigmas dos migrantes, como ajudam os pobres a construírem casas melhores para resistirem ao aquecimento global, como ajudam as famílias a economizar dinheiro das remessas, entre outros.

erl/dga/jc/tt

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos