Mercado fechado

NASA testa o último protótipo de habitat para estação lunar Gateway; veja fotos

Daniele Cavalcante

A NASA começou a testar o protótipo de habitat espacial B330, desenvolvido pela Bigelow Aerospace. Oito astronautas da agência espacial norte-americana participaram até agora dos experimentos de duas semanas, e quatro deles estavam presentes na última semana para avaliar vários aspectos do grande módulo expansível.

Esses testes fazem parte do programa "Next Space Technologies for Exploration Partnerships (NextSTEP) da NASA, que concedeu financiamento à Bigelow e a cinco outras empresas para desenvolver protótipos de habitats capazes de ajudar os astronautas da NASA a viajar para a Lua e Marte. O habitat deve ser projetado para a estação espacial Lunar Gateway, que ficará na órbita da Lua.

Foto: The Verge

Agora é a vez da Bigelow, a última das selecionadas a passar por essa rodada de testes. Mas não se trata exatamente de uma competição. "O objetivo deste programa de teste não é escolher um vencedor ou perdedor, mas descobrir o que gostamos e o que não gostamos", disse o ex-astronauta da NASA Mike Gernhardt, o principal pesquisador do programa de testes dos habitats. "E tudo isso será juntado com os requisitos para o projeto final".

Conhecendo o B330

Este habitat foi projetado para ser uma estação espacial independente, e conta com seus próprios sistemas de suporte à vida e propulsão. Seu nome foi escolhido por causa de seus 330 metros cúbicos de volume interno, maior que os 300 metros do protótipo da Sierra Nevada.

Foto: Mike Wall/Space.com

Ele é capaz de comportar quatro astronautas indefinidamente, ou cinco "por muitos meses", de acordo com o fundador e presidente da Bigelow Aerospace, Robert Bigelow, em comunicado.

Além disso, o B330 é expansível. No lançamento, o B330 será compactado o suficiente para caber dentro de uma carga com 5 metros de largura. Após atingir o espaço, o módulo será inflado usando recipientes de gás a bordo.

Foto: The Verge

Ele inclui também blindagens adequadas para manter os astronautas relativamente seguros da radiação do espaço profundo e dos raios cósmicos. Porém, os astronautas não contarão com janelas, pelo menos neste protótipo. No lugar de aberturas transparentes, algumas paredes têm telas curvas de TV, transmitindo imagens da superfície lunar ou vistas da Terra.

De acordo com a empresa, as janelas são, na verdade obsoletas, e as telas que transmitem imagens do espaço podem substituí-las bem. Além disso, para fabricar janelas no habitat é preciso obter materiais adequados, e essa tarefa ainda é difícil — ainda mais considerando que as paredes externas são feitas de tecidos macios e flexíveis.

TVs no lugar de janelas (Foto: The Verge)

O B330 e sua possível utilização na Gateway é o principal foco da Bigelow Aerospace no momento, de acordo com Robert Bigelow. Se a NASA escolher este habitat, a Bigelow Aerospace poderá preparar a versão final para lançamento dentro de 42 meses após receber a aprovação.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: