Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,45 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,37 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,28
    -1,66 (-2,13%)
     
  • OURO

    1.754,00
    +8,40 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    16.486,30
    -149,61 (-0,90%)
     
  • CMC Crypto 200

    386,97
    +4,32 (+1,13%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,97 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.573,58
    -87,32 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.283,03
    -100,06 (-0,35%)
     
  • NASDAQ

    11.782,80
    -80,00 (-0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6244
    +0,0991 (+1,79%)
     

NASA testa escudo inflável que pode ser usado em missões a Marte

Nesta quinta-feira (10), a NASA lançou a Low-Earth Orbit Flight Test of an Inflatable Decelerator (LOFTID), uma demonstração de tecnologia de um escudo térmico inflável. O escudo foi levado ao espaço por um foguete Atlas V, da United Launch Alliance, e parece ter conseguido ir e voltar à Terra sem sofrer danos em sua estrutura. Se este for o caso, a missão representa um passo importante para a agência espacial levar humanos a Marte no futuro.

Após a abertura do escudo no espaço, a NASA confirmou visualmente, por meio da transmissão de vídeo, que o componente foi totalmente inflado a 125 km de altitude, marcando o início da reentrada. As equipes da missão perderam brevemente o sinal de telemetria do LOFTID, mas tudo correu bem até o fim da missão.

O escudo desceu a cerca de 800 km do litoral do Havaí com o “nariz” para baixo, exatamente como o planejado, e se inflou no oceano. “Esta é uma das tecnologias mais críticas que estamos estabelecendo com esta missão, com o primeiro voo orbital de sucesso e recuperação”, comemorou Jim Reuter, administrador associado da NASA na diretoria de Tecnologia de Missões Espaciais.

Depois de inflar, o LOFTID foi recuperado facilmente, e ejetou seu dispositivo de gravação de dados. “Esta é uma ótima oportunidade para conseguirmos os dados do voo e ver como ele se saiu de verdade”, disse Greg Swanson, líder de instrumentação no Ames Research Center, da NASA. A satisfação dos membros da missão se deve ao projeto do LOFTID, desenhado para desacelerar a entrada de uma nave na atmosfera marciana, reduzindo o calor.

Segundo a NASA, a tecnologia representa uma solução para pousos na atmosfera fina do Planeta Vermelho — esta torna os pousos ainda mais desafiadores, porque as naves encontram apenas parte do “arrasto” comparado com aquele presente na Terra. É por isso que, sozinhos, os paraquedas não conseguem ajudar cargas úteis menores a chegar ao solo do planeta.

Assim, enquanto busca formas de levar humanos e cargas para Marte, a NASA vem testando este escudo inflável. O LOFTID tem formato parecido com o de um disco voador, e pode ser instalado no interior de um foguete convencional para o lançamento. Depois, ele iria se expandir e inflar quando chegar a Marte e viajar pela atmosfera do nosso vizinho.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: