Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,96 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,60 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    -0,56 (-0,52%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -2,20 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    21.333,08
    -44,13 (-0,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,28 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,16 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,77 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    -7,75 (-0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5311
    +0,0194 (+0,35%)
     

NASA suspende teste de manobra da ISS com nave cargueira Cygnus

A NASA suspendeu na manhã desta segunda-feira um teste com a espaçonave de carga Cygnus, atualmente acoplada à Estação Espacial Internacional (ISS). O objetivo era avaliar a capacidade da espaçonave de impulsionar a estação, elevando sua altitude, quando necessário. Atualmente, a ISS depende dos motores da nave russa Progress para tal.

O teste com a nave Cygnus consistiria em uma queima (acionamento do propulsor) durante 5 minutos e 1 segundo, mas a ignição foi cancelada apenas cinco segundos após o início da atividade. Em nota, a NASA disse que o motivo do cancelamento está sendo analisado pelas equipes.

Os controladores de voo da Northrop Grumman, dona da Cygnus, e da NASA, estabelecerão um novo plano para as próximas etapas após concluírem a revisão dos dados da operação de hoje. O objetivo é tornar a manobra da ISS com a nave um serviço padrão para a agência norte-americana.

A ISS orbita a Terra a uma altitude média de 408 km, mas como ela se encontra na chamada órbita terrestre baixa (LEO), o atrito com nossa atmosfera, mesmo que a esta altitude ela seja extremamente rarefeita, a faz perder uma média de 100 metros de altitude por dia. Por isto, rotineiramente a estação precisa realizar manobras para reajustar sua posição.

As manobras com a ISS também são necessárias para quando ocorre algum risco de colisão com lixo espacial — o que tem sido cada vez mais frequente. Hoje, a ISS conta apenas com os motores da nave russa Progress para realizar estes desvios e ajustes. Com a Cygnus a estação teria mais opções e a NASA eliminaria a dependência dos russos em um aspecto crucial da operação da estação.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos