Mercado fechará em 2 hs
  • BOVESPA

    100.682,04
    +2.009,78 (+2,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.263,94
    +522,44 (+1,09%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,03
    +2,41 (+2,24%)
     
  • OURO

    1.824,40
    -5,90 (-0,32%)
     
  • BTC-USD

    20.720,08
    -538,13 (-2,53%)
     
  • CMC Crypto 200

    451,11
    -10,69 (-2,31%)
     
  • S&P500

    3.898,44
    -13,30 (-0,34%)
     
  • DOW JONES

    31.419,40
    -81,28 (-0,26%)
     
  • FTSE

    7.258,32
    +49,51 (+0,69%)
     
  • HANG SENG

    22.229,52
    +510,46 (+2,35%)
     
  • NIKKEI

    26.871,27
    +379,30 (+1,43%)
     
  • NASDAQ

    12.039,00
    -101,50 (-0,84%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5309
    -0,0215 (-0,39%)
     

NASA seleciona novos instrumentos para estudos da Lua

Dois novos conjuntos de instrumentos científicos foram selecionados pela NASA e serão levados à Lua para estudos ao longo do programa Artemis. As cargas úteis Lunar Vulkan Imaging and Spectroscopy Explorer (Lunar-VISE) e Lunar Explorer Instrument for space biology Applications (LEIA) foram selecionadas por meio da iniciativa Commercial Lunar Payload Services (CLPS), parte da arquitetura de exploração lunar planejada pela agência espacial.

A investigação Lunar-VISE é formada por um conjunto de cinco instrumentos; destes, dois serão instalados em um módulo estacionário, e os demais, em um rover móvel que será fornecido como um serviço de algum participante do programa CLPS. A ideia é que, ao longo de 10 dias, o Lunar-VISE explore os domos de Gruithuisen, estruturas que parecem ter sido formadas por magma rico em sílica.

Os domos de Gruithuisen podem ter sido formados por magma rico em sílica (Imagem: Reprodução/NASA/GSFC/Arizona State University)
Os domos de Gruithuisen podem ter sido formados por magma rico em sílica (Imagem: Reprodução/NASA/GSFC/Arizona State University)

Por outro lado, não se sabe exatamente como esta composição poderia ser formada na Lua em função da ausência de água e placas tectônicas por lá. Assim, o Lunar-VISE poderá ajudar a trazer pistas sobre a formação e evolução destas estruturas através de análises do regolito lunar do topo de um dos domos, realizadas por seus instrumentos. As descobertas vão servir também para missões robóticas e tripuladas futuras.

Já a LEIA será um dispositivo instalado em um CubeSat, que vai levar fungos Saccharomyces cerevisiae (popularmentre conhecida como "levedura de cerveja) para observar como respondem à radiação espacial e à gravidade lunar. Estes seres são considerados modelos importantes da biologia humana, principalmente no que diz respeito à genética e processos de divisão celular. Assim, os dados vão ajudar pesquisadores a entender como o DNA responde a danos e se repara.

Após a seleção, a NASA irá trabalhar com a divisão do CLPS para emitir solicitações para o envio dos conjuntos de cargas úteis à Lua em 2026. “Os dois estudos selecionados vão abordar perguntas científicas importantes relacionadas à Lua”, disse Joel Kearns, vice-administrador associado de exploração na Diretoria de Missões Científicas, da NASA.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos