Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.430,48
    +29,94 (+0,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

NASA seleciona 2 astronautas para a missão de teste com a nave Starliner à ISS

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A NASA anunciou, nesta quinta-feira (15), os dois astronautas que participarão da primeira missão tripulada de teste com a espaçonave Starliner, da Boeing, para a Estação Espacial Internacional (ISS). O voo é um importante passo para certificar a nave como um veículo seguro para o transporte de astronautas.

Para a missão de teste, chamada Crew Flight Test (CFT), a NASA escalou os astronautas Barry "Butch" Wilmore e Suni Williams. Enquanto Wilmore será o comandante da missão, Williams atuará como piloto da nave. A agência espacial também selecionou o astronauta Mike Fincke como piloto reserva.

Em nota, a agência disse que Fincke dedicou os últimos nove anos de sua carreira às primeiras missões da Boeing e Suni, os últimos sete anos. Desde 2020, Wilmore lidera a equipe como comandante da espaçonave Starliner. No mês passado, NASA e Boeing realizaram o primeiro teste não-tripulado (OFT-2) com a nave para a ISS.

A missão OFT-2 decolou para a ISS em 19 de maio e retornou à Terra em 25 de maio. O sucesso do teste abriu as portas para a CFT. No entanto, as equipes da NASA e da Boeing ainda levarão mais de um mês para concluir a revisão dos dados deste voo antes de realizar a nova missão com a Starliner.

Ao final de julho, a NASA planeja concluir a avaliação do cronograma de lançamento da missão CFT. Nela, o foguete Atlas V, da United Launch Alliance (ULA), lançará a Starliner a partir da Estação da Força Aérea dos EUA em Cabo Canaveral.

A nave Starliner chegando à ISS no mês passado, durante a missão OFT-2 (Imagem: Reprodução/Samantha Cristoforetti/ESA)
A nave Starliner chegando à ISS no mês passado, durante a missão OFT-2 (Imagem: Reprodução/Samantha Cristoforetti/ESA)

Inicialmente, a missão deve durar duas semanas, embora este e outros detalhes ainda não tenham sido definidos. A NASA acrescentou que pode estender a missão em até seis meses, caso seja necessário, e também acrescentar outro astronauta à tripulação.

O sucesso da CFT certificará a Starliner para os voos tripulados para a ISS. Em 2014, SpaceX e Boeing foram contratadas para este propósito através do Programa de Tripulação Comercial da NASA. Desde então a SpaceX já realizou cinco missões à ISS, mas a Boeing enfrentou uma série de problemas que atrasaram a prontidão da nave Starliner.

No mês passado, a agência espacial disse pretender realizar a primeira missão comercial com a nave, chamada Starliner-1, ainda neste ano. A astronauta Jeannette Epps está sendo treinada para esta missão.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos