Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,45 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,37 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,28
    -1,66 (-2,13%)
     
  • OURO

    1.754,00
    +8,40 (+0,48%)
     
  • BTC-USD

    16.502,16
    -2,50 (-0,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    386,97
    +4,32 (+1,13%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,97 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.573,58
    -87,32 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    28.283,03
    -100,06 (-0,35%)
     
  • NASDAQ

    11.782,80
    -80,00 (-0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6244
    +0,0991 (+1,79%)
     

NASA quer ter astronautas vivendo e trabalhando na Lua ainda nesta década

A NASA acredita que será possível ter pessoas vivendo e trabalhando na Lua ainda nesta década. A estimativa vem de Howard Hu, líder do programa da cápsula Orion, que comentou o lançamento da missão Artemis I durante uma entrevista realizada no domingo (20).

Após uma série de adiamentos, a NASA lançou a missão com o foguete Space Launch System. O veículo deixou a plataforma de lançamentos do Kennedy Space Center no dia 16, levando a cápsula Orion com destino à Lua. A nave não tem tripulantes a bordo, mas sim manequins, que vão coletar dados durante o voo.

A NASA estima que já devem haver astronautas vivendo e trabalhando na superfície lunar ainda nesta década (Imagem: Reprodução/NASA)
A NASA estima que já devem haver astronautas vivendo e trabalhando na superfície lunar ainda nesta década (Imagem: Reprodução/NASA)

Hu descreveu que o lançamento da missão representa o primeiro passo para a exploração de longo prazo do espaço profundo não apenas para os Estados Unidos, mas para o mundo. “Estamos voltando para a Lua e estamos trabalhando para um programa sustentável”, disse.

Ele observou que, se a missão Artemis I tiver sucesso, as demais serão tripuladas: a Artemis II, que tem lançamento estimado para 2024, levará astronautas para a órbita lunar, e a Artemis III realizará o primeiro pouso tripulado na Lua em mais de 50 anos, desde o fim do programa Apollo — e, desta vez, a missão levará a primeira astronauta mulher ao nosso satélite natural.

A Artemis III deverá pousar perto do polo sul lunar, onde os astronautas vão passar cerca de uma semana em nosso satélite natural em busca de água, recurso essencial tanto para a estadia na Lua quanto para o lançamento de futuras missões a Marte. “Vamos enviar pessoas à superfície lunar para viver por lá e conduzir ciência", destacou ele.

“Será muito importante aprendermos um pouco além da nossa órbita da Terra, para depois darmos um grande passo quando formos a Marte”, explicou Hu. “As missões do programa Artemis vão nos permitir ter uma plataforma sustentável e um sistema de transportes, que vão nos ensinar como operar no espaço profundo”, finalizou.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: