Mercado fechará em 6 h 58 min
  • BOVESPA

    124.612,03
    0,00 (0,00%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.910,53
    +12,74 (+0,03%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,22
    +0,57 (+0,80%)
     
  • OURO

    1.797,20
    -2,60 (-0,14%)
     
  • BTC-USD

    39.647,41
    +1.318,46 (+3,44%)
     
  • CMC Crypto 200

    929,93
    +53,70 (+6,13%)
     
  • S&P500

    4.401,46
    -20,84 (-0,47%)
     
  • DOW JONES

    35.058,52
    -85,79 (-0,24%)
     
  • FTSE

    7.006,91
    +10,83 (+0,15%)
     
  • HANG SENG

    25.473,88
    +387,45 (+1,54%)
     
  • NIKKEI

    27.581,66
    -388,56 (-1,39%)
     
  • NASDAQ

    15.009,75
    +62,00 (+0,41%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0977
    -0,0107 (-0,18%)
     

NASA financia projeto para explorar crateras próximas ao polo sul da Lua

·2 minuto de leitura

Em parceria com a Universidade Estadual do Arizona (ASU, na sigla em inglês), a empresa Intuitive Machines está desenvolvendo um pequeno veículo lunar chamado Micro-Nova, destinado a registrar as primeiras imagens do interior das crateras próximas ao polo sul da Lua. Para isto, o projeto recebeu um financiamento de US$ 41,6 milhões da NASA e deve ser lançado em dezembro de 2022, junto ao módulo de pouso Nova-C.

Através do Micro-Nova, que terá cerca de 72 centímetros de comprimento, a missão terá capacidade de transportar até 1 kg de carga útil em um percurso de mais de 2,5 km em direção às crateras lunares. O principal objetivo é realizar o primeiro levantamento em alta resolução desta região próxima ao polo sul lunar. “Micro-Nova é a nossa primeira chance de explorar de dentro de uma região lunar permanentemente sombreada (PSR)”, explica Mark Robinson, líder da missão e professor da ASU.

Representação artística do Micro-Nova, implantado pelo módulo de pouso Nova-C (voando logo atrás) próximo ao polo sul lunar (Imagem: Reprodução/Intuitive Machine)
Representação artística do Micro-Nova, implantado pelo módulo de pouso Nova-C (voando logo atrás) próximo ao polo sul lunar (Imagem: Reprodução/Intuitive Machine)

A missão com o Micro-Nova fornecerá a base de dados essenciais para o desenvolvimento das futuras missões de exploração lunar a longo prazo. O veículo estará munido dos equipamentos necessários para analisar como a água presente nessas crateras do polo sul lunar migram, além de estimar a flutuação de temperaturas por ali.

Tim Crain, diretor de tecnologia da e co-fundador da Intuitive Machines, afirma que existem cientistas de nível mundial na Escola de Exploração da Terra e do Espaço da ASU, e que o conhecimento deles é essencial para o desenvolvimento deste projeto. “O conhecimento deles sobre questões científicas e como obter dados para responder a essas questões na lua, juntamente com nossa compreensão dos sistemas de engenharia e como colocar instrumentos para coletar esses dados, é realmente mágico", acrescenta Crain.

A Intuitive Machines está cada vez mais em evidência com seu programa de exploração lunar, o qual pretende colocar a primeira sonda no polo sul lunar através da missão PRIME-1, desenvolvida para analisar quais recursos locais da Lua poderão ser usados quando humanos estiverem baseados por lá.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos