Mercado fechará em 52 mins

NASA divulga imagens incríveis da cápsula Orion realizando sobrevôo à Lua

Voando baixo: NASA divulga imagens da cápsula Orion realizando sobrevôo à Lua (Foto: Reuters).
Voando baixo: NASA divulga imagens da cápsula Orion realizando sobrevôo à Lua (Foto: Reuters).
  • A espaçonave Orion da NASA chegou a ficar a 130 km da superfície lunar

  • A manobra marcou um teste crítico para o sistema de propulsão;

  • O próximo passo é a queima de inserção de órbita retrógrada distante

A espaçonave Orion da NASA completou com sucesso uma das principais manobras de sua jornada inaugural:um sobrevôo da lua durante o qual chegou a ficar a 130 km da superfície lunar. Isso foi importante por alguns motivos, principalmente porque marcou um teste crítico para o sistema de propulsão.

A Orion realizou quatro queimas de correção de trajetória em seu caminho para a Lua, mas desta vez, o motor do sistema de manobra orbital disparou por 2 minutos e 30 segundos. Isso acelerou o Orion a uma taxa de mais de 933 km/h. No momento em que a queima começou, a espaçonave estava viajando a mais de 8 mil km/h, 383 quilômetros acima da Lua. Logo após a queima, a capsula espaçonave se estabilizou na distância de 130 quilômetros.

Imagens da aproximação à Lua foram divulgadas pela NASA, através das câmeras instaladas na parte interna e externa da Orion. A agência espacial vem compartilhando capturas desde o lançamento da espaçonave.

A queima do sobrevôo foi uma das duas manobras necessárias para Orion entrar em sua órbita retrógrada ao redor da Lua. O próximo passo é a queima de inserção de órbita retrógrada distante, que está programada para ocorrer na sexta-feira. Orion permanecerá nesta órbita por cerca de uma semana para testar vários sistemas, incluindo orientação, navegação, comunicação, energia e controle térmico. Digno de nota, a órbita retrógrada distante levará a Orion 64 mil km além da Lua. A espaçonave está programada para retornar à Terra em 11 de dezembro.

NASA revelará mais detalhes sobre o sobrevôo e oferecerá atualizações sobre as avaliações pós-lançamento do foguete do Sistema de Lançamento Espacial e dos Sistemas Terrestres de Exploração (incluindo a torre de lançamento) em uma coletiva de imprensa nesta segunda-feira (21).