Mercado fechado

NASA desenvolve laser capaz de encontrar água na Lua

Dispositivo da NASA foi desenvolvido pelo engenheiro do Centro de Voos Espaciais Goddard, Berhanu Bulcha
Dispositivo da NASA foi desenvolvido pelo engenheiro do Centro de Voos Espaciais Goddard, Berhanu Bulcha
  • Dispositivo foi desenvolvido pelo engenheiro do Centro de Voos Espaciais Goddard, Berhanu Bulcha;

  • Encontrar grandes depósitos de água ou gelo na Lua é essencial para futuro do Programa Artemis;

  • NASA pretende usar a Lua como ponto de lançamento para missões em Marte.

Encontrar depósitos de água na Lua tem sido uma das maiores preocupações da NASA nos últimos meses. O último lançamento realizado pela agência, a Danuri, em conjunto com a Coreia do Sul, tem a busca por gelo como um de seus principais objetivos, por exemplo.

Agora a NASA pode contar com uma grande ajuda de um de seus próprios engenheiros nessa missão. Berhanu Bulcha, cientista do Centro de Voos Espaciais Goddard, desenvolveu um laser capaz de localizar fontes de água no satélite natural da Terra.

Chamado de espectrômetro heteródino, o aparelho foi desenvolvido em parceria com a empresa Longwave Photonics no programa Small Business Innovation Research, ou pesquisa de inovação de pequenos negócios (SBIR).

O espectrômetro tem a capacidade de detectar comprimentos de ondas e analisar sua composição química. O instrumento foi afinado para buscar por algumas frequências muito específicas, na faixa dos terahertz, que é a produzida por elementos que possuem hidrogênio, como a água.

A busca pela água no satélite é fundamental para a continuação do Programa Artemis, do qual o lançamento Artemis I faz parte. O projeto pretende criar uma base permanente de astronautas americanos na Lua, e preparar o terreno para futuros lançamentos à Marte.

Por conta disso a NASA vem explorando nos últimos anos diversas iniciativas de sobrevivência no espaço, desde o plantio de alimentos em baixa gravidade, e até mesmo o envio de robôs cirurgiões para a ISS, estação espacial internacional.