Mercado fechado

NASA certifica nave Crew Dragon para transportar astronautas ao espaço

Danielle Cassita
·3 minuto de leitura

Nesta terça-feira (10), oficiais da NASA certificaram, oficialmente, que a nave Crew Dragon, da SpaceX, está aprovada para realizar voos espaciais tripulados para a Estação Espacial Internacional (ISS). Para isso, a agência analisou o sistema da SpaceX com base nos requisitos estabelecidos para o Commercial Crew Program há quase dez anos. Na prática, isso é uma confirmação para o lançamento da missão Crew-1, que levará quatro astronautas para o laboratório orbital, o que deverá ocorrer neste sábado (14).

Após a avaliação, a certificação da cápsula Crew Dragon foi assinada, um "sinal verde" para a realização de voos periódicos para a ISS, garantindo que a estação continue recebendo astronautas dos EUA constantemente. "Esse é um grande dia, mas os próximos também serão, e teremos que pisar com cuidado ao longo da nossa preparação final para o voo", disse Kathy Lueders, administradora associada da diretoria de voos tripulados da NASA."A avaliação de hoje e a aprovação de todos para seguirmos em frente foi um ótimo primeiro passo em direção ao voo", completou. Ela explica que essa certificação é onde "a NASA diz para a SpaceX: vocês nos mostraram que podem entregar capacidades de transporte tripulado que vão ao encontro dos nossos requisitos. Vocês nos mostraram os dados e confiamos em vocês para fazer isso".

Jim Bridenstine, administrador da agência espacial, comentou estar orgulhoso com a retomada dos voos regulares tripulados em solo americano com foguete e naves também americanos: “essa certificação é um feito incrível da NASA e SpaceX, que destaca o progresso que podemos alcançar trabalhando juntos com a indústria comercial”, diz. Já Elon Musk agradeceu o apoio e parceria contínuos com a NASA para alcançar essa meta. “Não poderia estar mais orgulhoso de todos na SpaceX e de todos os nossos fornecedores que trabalharam incrivelmente duro para desenvolver, testar e voar o primeiro sistema de voos espaciais comerciais humanos na história a ser certificado pela NASA”.

De fato, a certificação da NASA para o sistema da SpaceX é a primeira a ser fornecida para voos regulares com astronautas desde o fim do programa dos ônibus espaciais, que aconteceu em 2011. Desde então, a NASA precisou da Rússia e suas naves Soyuz para levar seus astronautas ao laboratório orbital. Assim, a agência espacial se voltou ao setor privado para a realização de serviços de transporte de carga e tripulações para a ISS. Esse é também o primeiro veículo tripulado que a agência certifica para realizar missões na órbita da Terra.

Os contratos da NASA com a SpaceX foram assinados para que a empresa de Musk desenvolvesse o sistema e seus voos operacionais para a ISS, sendo que o primeiro deles será a missão Crew-1. A missão marca a primeira vez que uma cápsula voa para a órbita terrestre com quatro tripulantes a bordo, e será o voo espacial mais longo já feito em um veículo de transporte estadunidense. Os astronautas Shannon Walker, Victor Glover e Mike Hopkins, todos da NASA, e Soichi Noguchi, da JAXA (a agência espacial japonesa), passarão seis meses a bordo da ISS.

A Crew-1 será também a segunda vez que pessoas voarão com a nave Dragon, além de ser o primeiro voo regular da nave. Em maio, um teste de voo foi feito com os astronautas Bob Behnken e Doug Hurley, da NASA, que foram para a ISS e voltaram após dois meses de estadia. Já a Crew-2 deverá ser lançada em 30 de março de 2021, pouco antes do fim da Crew-1. Essa missão vai utilizar o mesmo propulsor do foguete Falcon 9, que é reutilizável e vai voltar para a Terra após o lançamento deste sábado.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: