Mercado fechará em 1 h 49 min
  • BOVESPA

    110.676,17
    +1.832,43 (+1,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.858,69
    +301,04 (+0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,57
    +0,28 (+0,40%)
     
  • OURO

    1.776,60
    +12,80 (+0,73%)
     
  • BTC-USD

    41.932,73
    -2.062,65 (-4,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.045,13
    -18,72 (-1,76%)
     
  • S&P500

    4.363,34
    +5,61 (+0,13%)
     
  • DOW JONES

    34.024,16
    +53,69 (+0,16%)
     
  • FTSE

    6.980,98
    +77,07 (+1,12%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.839,71
    -660,34 (-2,17%)
     
  • NASDAQ

    15.036,00
    +26,50 (+0,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1886
    -0,0561 (-0,90%)
     

Naomi Osaka volta aos holofotes no próximo domingo nos Jogos de Tóquio

·2 minuto de leitura
Naomi Osaka se prepara para sacar durante o torneio de Roland Garros

Por Rozanna Latiff

KUALA LUMPUR (Reuters) - A japonesa Naomi Osaka retornará aos holofotes neste domingo, dando início à sua participação olímpica como favorita da torcida da casa, após fazer uma pausa para cuidar da saúde mental dois meses atrás.

Osaka, quatro vezes campeã de Grand Slam e número 2 do mundo, não disputou uma partida oficial desde que abandonou o Aberto da França em maio, entre controvérsias pela sua decisão de não dar entrevistas coletivas no torneio para proteger a sua saúde mental.

Mas, com todas as suas grandes vitórias em quadras duras --o mesmo piso usado em Tóquio-- a tenista de 23 anos permanece como uma das principais candidatas à medalha de ouro pelo Japão em uma chave de simples com 64 jogadores para homens e mulheres que está sem alguns dos principais nomes do esporte.

Em meio a restrições maiores pela pandemia de coronavírus, o suíço Roger Federer e o espanhol Rafael Nadal, cada um com múltiplos títulos de Grand Slam, desistiram dos Jogos, assim como o atual campeão do Aberto dos Estados Unidos, Dominic Thiem.

Na chave feminina, Simona Halep, duas vezes campeã de Grand Slam, estará ausente, assim como as irmãs norte-americanas Serena e Venus Williams, cada uma com quatro medalhas de ouro. Outra jogadora norte-americana, a adolescente Coco Gauff, abandonou no começo desta semana após testar positivo para Covid-19.

Na quadra central, Novak Djokovic começará sua tentativa de se tornar o primeiro homem a completar o “Golden Slam” --vitórias nos quatro torneios de Grand Slam em um único ano, além da medalha de ouro da chave de simples.

A alemã Steffi Graf é até agora a única jogadora a conseguir o Golden Slam, em 1988, mas o número 1 do mundo Djokovic pode igualar seu feito se vencer em Tóquio e conquistar o título do Aberto dos EUA em agosto.

(Reportagem de Rozanna Latiff; Reportagem adicional de Sudipto Ganguly; Editing by Kenneth Maxwell)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos