Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.428,18
    -219,81 (-0,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.686,03
    -112,35 (-0,21%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,48
    +0,04 (+0,05%)
     
  • OURO

    1.764,60
    -1,10 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    61.927,28
    +345,70 (+0,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.430,53
    -21,11 (-1,45%)
     
  • S&P500

    4.486,46
    +15,09 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    35.258,61
    -36,15 (-0,10%)
     
  • FTSE

    7.203,83
    -30,20 (-0,42%)
     
  • HANG SENG

    25.409,75
    +78,75 (+0,31%)
     
  • NIKKEI

    29.025,46
    +474,56 (+1,66%)
     
  • NASDAQ

    15.287,50
    -3,00 (-0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3921
    +0,0006 (+0,01%)
     

Para líder dos caminhoneiros, baixar ICMS 'não é solução'

·2 minuto de leitura
Everson Bressan/Futura Press
Everson Bressan/Futura Press
  • Câmara dos Deputados aprovou texto-base do projeto que muda a regra sobre o ICMS sobre combustíveis;

  • Segundo Arthur Lira a medida deverá reduzir o preço da gasolina em 8%;

  • Presidente da ABRAVA está organizando reuniões estaduais para discutir demandas dos caminhoneiros.

Após aprovação pela Câmara dos Deputados do texto que muda a regra sobre o ICMS (imposto estadual) de combustíveis, a categoria dos caminheiros se manifestou a respeito da decisão. Apesar de 'ver com bons olhos a iniciativa do presidente Arthur Lira (PP-AL)', o líder Wallace Landin contesta: "é paliativo. Não vejo como uma solução para o aumento do preço dos combustíveis", disse. 

"Temos preços do combustível subindo a todo momento. Com mais dois aumentos em breve, o valor vai cobrir a redução de 8% da gasolina", argumenta. 

O presidente da ABRAVA - Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores, Wallace Landim, está organizando reuniões estaduais para decidir a respeito de medidas práticas - entre elas, uma paralisação nacional - para exigir demandas já colocadas pela categoria desde 2018. 

Leia também:

O piso mínimo de frete - lei 13.703/2018 - , a questão tributária e o programa Gigantes do Asfalto, aprovado por Jair Bolsonaro, estão na lista de prioridades a discutir. A próxima reunião deve acontecer no Rio de Janeiro neste sábado, 16. Em seguida, o caminhoneiro conhecido como Chorão se reúne com trabalhadores no Rio Grande do Sul no próximo dia 21 de outubro. 

Câmara aprova texto-base do projeto que muda regra do ICMS sobre combustível

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta-feira (13) o texto-base do projeto que muda a regra sobre o ICMS (imposto estadual) de combustíveis e prevê que o tributo seja aplicado sobre o valor médio dos últimos dois anos para baratear o preço da gasolina.

Segundo Lira e o relator do projeto, deputado Dr. Jaziel (PL-CE), a medida deverá reduzir o preço da gasolina em 8%. No caso do etanol, a queda seria de 7%, e de 3,7% para o diesel. O método de cálculo, no entanto, não foi divulgado.

O texto-base foi aprovado por 392 votos a 71. Agora, os deputados vão analisar os destaques, que são tentativas de alteração de pontos específicos do projeto. Após a conclusão da votação, a proposta seguirá para o Senado.

O placar é uma vitória do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que patrocina o projeto com o argumento de que a medida irá reduzir o preço dos combustíveis. Nas últimas semanas, ele tem feito ataques aos repasses de preços praticados pela Petrobras e a críticas aos estados por não quererem diminuir suas alíquotas de ICMS.

Gasolina e gás de cozinha ficaram mais caros desde sábado

A gasolina e o gás de cozinha tiveram preço alterado nas distribuidoras desde o último sábado (9), em 7,2%.

A Petrobras reajustou a gasolina vendida às refinarias de R$ 2,78 para R$ 2,98 por litro. No caso do GLP, o preço passa de R$ 3,60 para R$ 3,86 por Kg, o equivalente a R$ 50,15 por botijão de 13kg, um reajuste médio de R$ 0,26 por kg. Respectivamente, os combustíveis terão os custos elevados em 7,22% e 7,19%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos