Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.348,80
    -3.131,73 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.892,28
    -178,63 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,04
    -1,53 (-2,86%)
     
  • OURO

    1.827,70
    -23,70 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    37.592,17
    +1.486,32 (+4,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    701,93
    -33,21 (-4,52%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,26 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.735,71
    -66,25 (-0,97%)
     
  • HANG SENG

    28.573,86
    +77,00 (+0,27%)
     
  • NIKKEI

    28.519,18
    -179,08 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    12.759,00
    -142,00 (-1,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3926
    +0,0791 (+1,25%)
     

Não fui votar no primeiro turno, posso votar no segundo? Saiba tudo sobre a votação deste domingo

Redação Notícias
·4 minuto de leitura
<p>Se há uma coisa na qual podemos nos vangloriar em relação a muitos países é o nosso sistema eleitoral. Enquanto os Estados Unidos precisaram de uma semana para conhecer seu novo presidente, os brasileiros souberam na mesma noite os resultados das eleições municipais.</p> <p></p> <p>Nossa votação começa com as urnas emitindo a chamada zerésima, que lista todos os candidatos daquela eleição com 0 votos registrados - daí vem o nome do papel. Ao final, esse documento - agora com os votos somados - é impresso novamente e também computado no arquivo “Registro Digital de Voto” (RDV).</p> <p></p> <p>Esse arquivo é copiado para um pen drive conhecido como “memória de voto”, que é inserido em um computador com acesso à rede privada (VPN) da Justiça Eleitoral, uma estrutura de comunicação própria fornecida pelas operadoras de telefonia à Justiça Eleitoral. Assim que os dados chegam ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), os votos são somados e divulgados.</p> <p></p> <p>Apenas nas eleições presidenciais a contagem final é realizadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O órgão eleitoral, inclusive, desenvolveu o software usado na votação. E a preparação das urnas acontece em uma cerimônia pública aberta aos partidos, imprensa e Ministério Público. Além disso, são realizadas duas auditorias públicas antes do grande dia, sendo que em uma delas acontece uma votação simulada com urnas sorteadas.</p> <p></p> <p>Para as próximas eleições, o TSE já começou a estudar a possibilidade do voto ser feito pelo celular, ou pelo computador. Afinal, o lugar do voto em cédula é no passado.</p>
Ao todo, 57 cidades —incluindo 18 capitais estaduais— voltam às urnas para escolher quem ocupará as prefeituras (Foto: Agência Brasil)

Para assumir a prefeitura no 1º turno, o candidato precisaria obter maioria absoluta — 50% mais um — dos votos válidos. Votos brancos e nulos não entram nessa conta. O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) esclarece que essa condição da existência do 2º turno é válida somente às cidades com mais de 200 mil eleitores.

Por esse motivo, neste domingo (29), mais de 38 milhões de eleitores no Brasil estão aptos a votar no segundo turno das eleições municipais 2020. Ao todo, 57 cidades — incluindo 18 capitais estaduais — voltam às urnas para escolher quem ocupará as prefeituras. Macapá, capital do Amapá, teve o primeiro turno adiado para 6 de dezembro devido ao apagão que deixou o Estado por semanas no escuro.

Em meio a uma aceleração no contágio do novo coronavírus e, devido à pandemia, algumas mudanças foram implantadas no processo. Veja abaixo as principais dúvidas e respostas sobre o pleito.

Não fui votar no primeiro turno, posso votar no segundo?

Sim. Cada turno é tratado como uma eleição independente pela Justiça Eleitoral. Isso significa que uma pessoa que não votou no primeiro turno não é proibida de ir às urnas no segundo, desde que seu título eleitoral esteja regular.

Qual o horário da votação?

As seções eleitorais abrem às 7h e fecham às 17h (horário local, respeitando o fuso brasileiro). Pessoas com mais de 60 anos terão preferência para votar pela manhã, das 7h às 10h.

Onde vou votar?

Consulte aqui a página do TSE para ver onde é seu local de votação.

O que devo levar?

Além de um documento com foto, em 2020 é obrigatório o uso de máscara nas seções. O título de eleitor não é obrigatório. As autoridades recomendam que os eleitores levem sua própria caneta para assinar o livro de registro, evitando assim contato com objetos de outras pessoas e minimizando as chances de contrair a covid-19. As seções terão álcool em gel disponível. A tradicional cola com os números dos candidatos (dois dígitos para prefeito) também é bem-vinda para agilizar o processo.

Estou fora do meu domicílio eleitoral, como posso justificar o voto?

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) disponibiliza o aplicativo e-Título desde 2017 para telefones celulares. Com ele, o eleitor pode justificar virtualmente a ausência no dia, sem ter de ir a um local de votação. Além disso, a falta pode ser justificada em qualquer seção eleitoral no domingo.

Posso fazer o download do e-Título no dia da votação?

O eleitor deverá baixar o app e fazer cadastro até 23:59 deste sábado, 28 de novembro, para evitar que o sistema do TSE sobrecarregue e voltem a ocorrer problemas como os reportados no 1º turno. Ainda que o aplicativo esteja disponível no domingo, o eleitor não conseguirá habilitá-lo para o uso. Para baixar o e-Título basta clicar neste link.

Não consegui votar, como justifico a ausência depois da votação?

No prazo de 60 dias depois de cada turno, é possível justificar comprovando o motivo da ausência apresentando um comprovante, como atestado médico ou bilhete de viagem, por exemplo. Isso pode ser feito em um cartório eleitoral, pelo aplicativo e-Título, ou pela internet, no Sistema Justifica, que funciona após a eleição.

Estou com sintomas da covid-19 ou tive a doença recentemente. Devo ir votar?

Segundo a Justiça Eleitoral, o eleitor que teve covid-19 até 14 dias antes do dia do segundo turno não deve comparecer às urnas. Neste caso é importante ter um atestado médico informando o diagnóstico da doença para justificar a ausência seguindo os passos do item acima. Quem tiver febre alta também não deve ir votar.

Eu não fiz o cadastro biométrico. Poderei votar?

Em função da pandemia a biometria não será obrigatória por questões sanitárias.

Quem é obrigado a votar?

No Brasil, o voto é obrigatório para os eleitores maiores de 18 anos, sendo facultativo para os analfabetos e os maiores de 70 anos, e para jovens de 16 e 17 anos.

Posso levar crianças e acompanhantes?

O TSE orienta que, se possível, os eleitores não levem crianças ou acompanhantes ao local de votação.

Eleições municipais em todo país

As Eleições 2020 movem praticamente todo país neste domingo. Por conta do coronavírus, essa tem sido uma eleição diferente, com horários estendidos e mais critérios de segurança sanitária.

Uma questão que levanta muitas dúvidas ao longo processo é o famoso coeficiente eleitoral. Bem resumidamente, é a divisão do número de eleitores pelo número de vagas (nós explicamos com detalhes AQUI). Cada cidade, então, tem seu coeficiente eleitoral.

O que faz um prefeito?

O Estado se divide em três poderes o Executivo, Legislativo e Judiciário, e o prefeito é o chefe do Poder Executivo. Ou seja, é responsabilidade do prefeito administrar a cidade que exerce suas funções. Para mais detalhes da função CLIQUE AQUI e para saber quanto ganha um prefeito, CLIQUE AQUI.