Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,32 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -909,02 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,83
    -0,31 (-0,36%)
     
  • OURO

    1.836,10
    +4,30 (+0,23%)
     
  • BTC-USD

    35.164,71
    +87,36 (+0,25%)
     
  • CMC Crypto 200

    870,86
    +628,18 (+258,85%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,03 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,25 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,64 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.411,00
    -430,00 (-2,98%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1900
    +0,0599 (+0,98%)
     

Namorada de copiloto de avião que caiu em Ubatuba critica Marinha sobre mochila. 'Não nos avisaram. Sigiloso para família?'

·1 min de leitura

RIO - A namorada do copiloto José Porfírio de Brito Júnior, desaparecido após acidente aéreo, questionou a Marinha do Brasil para saber por que a família não foi avisada de que a mochila de um dos tripulantes foi encontrada.

Ela usou as redes sociais para contestar o órgão:

- Como que isso foi parar na mídia? Se nós não fomos comunicados oficialmente sobre isso? Quando nós ligamos para saber eles dizem que é sigiloso (sigiloso para a família?) mas como uma coisa sigilosa foi parar na mídia? - questionou, junto a uma manchete que informava que a mochila de um dos envolvidos no acidente foi encontrada.

Além da publicação, Thalya explicou a situação em vídeo. - Ontem a minha sogra estava em um dos helicópteros e o piloto do helicóptero tentava falar com o comandante da Marinha e pedir um ponto de onde estavam as embarcações da Marinha, porque eles iriam sobrevoar até lá. (...) O comandante parou de falar - relatou.

O acidente

O avião bimotor de modelo PA-34-220T e prefixoPP-WRS, entre Ubatuba (SP) e Paraty (RJ), que transportava três pessoas – o piloto, Gustavo Calçado Carneiro, de 27 anos; o copiloto, José Porfírio de Brito Júnior, de 20; e o empresário Sérgio Alves Dias Filho, ainda não foi encontrado após cinco dias de buscas.

Na tarde da última quinta-feira, equipes da Força Aérea Brasileira (FAB) encontraram o corpo do piloto em mar aberto já em Paraty. O jovem foi cremado no última sábado, no Cemitério da Penitencia, no Caju, no Rio. Suas cinzas serão levadas para Corumbá (MS), sua cidade natal.

Os outros dois tripulantes ainda estão desaparecidos, uma força-tarefa de parentes e amigos navegam em alto-mar para auxiliar os órgãos ofciais nas buscas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos