Mercado fechado
  • BOVESPA

    115.202,23
    +2.512,05 (+2,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.342,54
    +338,35 (+0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,28
    +2,45 (+3,84%)
     
  • OURO

    1.698,20
    -2,50 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    48.150,44
    +925,93 (+1,96%)
     
  • CMC Crypto 200

    982,93
    +39,75 (+4,21%)
     
  • S&P500

    3.841,94
    +73,47 (+1,95%)
     
  • DOW JONES

    31.496,30
    +572,16 (+1,85%)
     
  • FTSE

    6.630,52
    -20,36 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    29.098,29
    -138,50 (-0,47%)
     
  • NIKKEI

    28.864,32
    -65,78 (-0,23%)
     
  • NASDAQ

    12.652,50
    +197,50 (+1,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7797
    -0,0062 (-0,09%)
     

Nadir Figueiredo pede registro para IPO e vai voltar à bolsa

·1 minuto de leitura

(Reuters) - A fabricante de utilidades domésticas de vidro Nadir Figueiredo pediu nesta sexta-feira aval para realizar uma oferta inicial de ações (IPO), preparando sua volta à bolsa quase um ano após ter fechado o capital.

Fundada em 1912 e tradicional fabricante do copo Americano e das marcas Duralex e Marinex, a Nadir Figueiredo informou no prospecto preliminar que teve receita líquida de 894,1 milhões de reais em 2020, alta de 12,7% em relação ao ano anterior. O Ebitda avançou 62,6%, para 273,6 milhões de reais.

"A demanda por produtos para venda ao consumidor final compensou o impacto sofrido pelo fechamento de bares hotéis e restaurantes", afirmou a companhia no documento.

A Nadir Figueiredo informou ainda que investiu na expansão de capacidade produtiva contratou serviço especializado para fortalecer sua presença em vendas online e ter braço próprio de comércio eletrônico.

A empresa diz no prospecto que usará os recursos da venda de ações novas para investir em crescimento orgânico e para aquisições.

O IPO, que será coordenado por BTG Pactual, Bank of America, Itaú BBA e Bradesco BBI, servirá também servirá para o FIP Kilauea vender uma participação no negócio. O fundo de private equity HIG Capital LLC controla a empresa desde julho de 2019.

(Reportagem de Aluísio Alves)