Na Suíça, Christina Oiticica desenterra quadros que ficaram em contato com a natureza

© Divulgação

Obras de Christina Oiticica, da coleção “Flora e Fauna”, ficaram nove meses sob a terra. A artista plástica brasileira concluiu uma importante etapa do seu processo de criação ao desenterrar, na sexta-feira (12) dez quadros que ficaram nove meses em contato com a natureza.

Valéria Maniero, correspondente da RFI na Suíça

Com a ajuda de 50 pessoas, a artista retirou da terra obras da coleção “Flora e Fauna” que, após terem sido pintadas por ela e pelo artista americano Blake Jamieson, foram enterradas numa área em Monthey, na Suíça, onde ela mora com o marido, o escritor Paulo Coelho.

A RFI fez uma entrevista exclusiva com Christina Oiticica, que ficou conhecida por usar essa técnica em que os quadros interagem com a natureza.

Para tirar da terra os dez quadros, a artista contou com a ajuda de 50 pessoas que, há nove meses, estiveram ali naquele mesmo lugar para fazer o trabalho prévio de enterrá-los. Agora, divididos em pequenos grupos e munidos com pás pintadas e assinadas pelos artistas, eles cavavam, jogavam a terra para um lado, minhocas e raízes para o outro, em busca dos quadros não perdidos, mas escondidos.


Leia mais em RFI Brasil