Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.355,53
    -587,07 (-1,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Na Finlândia, Lucas Morais foca em recuperação: 'Pretendo voltar ainda melhor'

·2 min de leitura


As lesões no futebol acabam chateando qualquer jogador, mas não o suficiente para apagar a boa temporada de Lucas Morais, atacante brasileiro do IF Gnistan, da Finlândia. No Brasil, ele começou profissionalmente no Tigres do Brasil, no Rio de Janeiro. Com direito a gol na estreia e tudo, logo cedo se mandou para a Noruega.

No Kongsvinger, ficou dois anos e meio. Depois, foi para a Finlândia, onde conseguiu subir de divisão e chegar à seleção do campeonato pelo Gnistan e ser eleito o melhor jogador do time. Com sete gols em 13 jogos na última temporada, a expectativa era boa para essa; ele estava bem, mas a lesão do tornozelo atrapalhou:

- A lesão veio em um momento que eu estava jogando muito bem e me destacando. Acabei me deparando com a notícia de que teria que ser feita uma cirurgia e isso me abalou um pouco, foi difícil encarar isso nas duas primeiras semanas, mas minha esposa foi muito importante e fundamental na recuperação. Agora, estou focado em continuar recuperando, tem muito pela frente - disse.

Na atual temporada, o Gnistan, atingiu o seu objetivo de ficar na Ykonnen, que é a segunda divisão da Finlândia, mas não conseguiu subir para a primeira, que é chamada de Veikkausliiga. Mesmo assim, dados os investimentos, era algo mais difícil, segundo ele mesmo. Individualmente, o brasileiro, que jogou de lateral-direito nesta temporada, lamenta em ter ficado de fora por causa da lesão e não ter ajudado o clube:

- A temporada não foi como esperada individualmente, a lesão realmente acabou dificultando, porque eu gostaria de ter ajudado o clube a alcançar o objetivo, mas fico feliz pelos meus companheiros. Claro que jogar a primeira divisão seria o melhor, mas sabíamos das condições, então fico feliz com a permanência - falou.

Com agilidade e bom drible, Lucas ainda tem contrato com o Gnistan e fala que tem expectativa de voltar ainda melhor da lesão para competir no mais alto nível no futebol finlandês:

- Para a próxima temporada a expectativa é enorme, e bem desafiadora. Esse tempo de lesão eu estou focado em melhorar meu desempenho, analisando algumas coisas, para voltar um jogador melhor, para me destacar ainda mais - concluiu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos