Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.632,92
    -168,29 (-0,14%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.134,93
    -60,50 (-0,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    69,10
    +0,01 (+0,01%)
     
  • OURO

    1.802,70
    -7,80 (-0,43%)
     
  • BTC-USD

    40.953,18
    +1.027,64 (+2,57%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.005,54
    +29,64 (+3,04%)
     
  • S&P500

    4.429,10
    +26,44 (+0,60%)
     
  • DOW JONES

    35.064,25
    +271,58 (+0,78%)
     
  • FTSE

    7.120,43
    -3,43 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    26.204,69
    -221,86 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.171,75
    +98,25 (+0,65%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2082
    +0,0899 (+1,47%)
     

Na despedida de Gerson, Flamengo bate o Fortaleza em noite de Bruno Henrique

·2 minuto de leitura

Num jogo de esquemas táticos ofensivos, Flamengo e Fortaleza fizeram um bom jogo, resolvido pela melhor qualidade técnica do rubro-negro, que venceu por 2 a 1, nesta quarta-feira, no Maracanã, e derrubou um dos invictos do Brasileiro.

Com o resultado, o Flamengo vai a 9 pontos e está na sétima colocação. O Fortaleza tem 11 pontos e está em terceiro lugar.

Cada equipe teve quase um tempo todo para chamar de seu. O do Flamengo foi o primeiro. Com a pressão na saída de bola do Fortaleza, o time de Rogério Ceni empurrou o adversário para o seu campo de defesa. A tática funcionou e as chances surgiram, sobretudo, nos erros da zaga e do goleiro Felipe Alves. Num primeiro momento, Vitinho e Michael perderam suas chances – uma delas na cara do goleiro.

Na noite de despedida do volante Gerson, que vai para Olympique de Marselha, o nome do jogo, contudo, foi Bruno Henrique. Em dois lances de oportunismo e talento, ele colocou o Flamengo à frente no placar. Primeiro, roubou a bola de um desatento Felipe dentro da área, limpou o lance e chutou rasteiro para abrir o placar. Na comemoração, todo o time homenageou Gerson com o gesto do "vapo", marca registrada do jogador. No fim do primeiro tempo, Pedro lançou o atacante, que avançou livre de marcação e fez o segundo gol após a bola desviar na zaga e não dar chances ao goleiro.

A proposta de jogo do Flamengo se viu ameaçada pela mudança de postura e de jogadores do Fortaleza no intervalo. Uma prova de que o time não estava invicto e nas primeiras colocações à toa. O técnico Vojvoda trocou o meio-campo com as entradas de Romarinho e Ronald. Em 16 segundos do segundo tempo, o time tocou a bola com precisão, virou o jogo e Ederson rolou para David diminuir.

Ceni quis dar o troco e renovou o time com João Gomes, no lugar de Vitinho, e Rodrigo Muniz, na vaga de Pedro. De volta ao time depois da passagem pela seleção olímpica e da recuperação da Covid-19, o atacante teve atuação apagada. Mesmo assim, não gostou da substituição e deixou o campo socando o banco de reservas.

O jogo mais adiantado do Fortaleza, porém, não tinha a mesma qualidade técnica do Flamengo na hora da finalização. E também tinha Diego Alves para salvar quando necessário. O rubro-negro, mesmo pressionado, conseguiu achar espaços. Esbarrou, desta vez, na trave, no goleiro e na zaga, agora mais constantes no jogo. Gerson, inclusive, quase se despediu com um gol. Mas Felipe Alves defendeu o chute à queima roupa.

O jogo franco até o fim, no entanto, não havia resultado garantido. Desta vez, o Flamengo conseguiu segurar o placar e voltar a vencer na competição.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos