Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.675,33
    -610,27 (-0,48%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.634,60
    +290,49 (+0,57%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,29
    -0,33 (-0,45%)
     
  • OURO

    1.832,50
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    39.948,23
    -178,23 (-0,44%)
     
  • CMC Crypto 200

    945,28
    +14,92 (+1,60%)
     
  • S&P500

    4.419,15
    +18,51 (+0,42%)
     
  • DOW JONES

    35.084,53
    +153,60 (+0,44%)
     
  • FTSE

    7.078,42
    +61,79 (+0,88%)
     
  • HANG SENG

    26.315,32
    +841,44 (+3,30%)
     
  • NIKKEI

    27.782,42
    0,00 (0,00%)
     
  • NASDAQ

    14.864,00
    -173,75 (-1,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0266
    -0,0139 (-0,23%)
     

Na Copa América, Brasil consegue a virada sobre a Colômbia nos acréscimos: 2 a 1

·1 minuto de leitura

O Brasil penou, mas conseguiu vencer. Nesta quarta-feira, a equipe treinada por Tite jogou mal na maior parte do tempo, saiu atrás contra a Colômbia, mas buscou a virada em 2 a 1 no Nilton Santos com um gol de Casemiro nos acréscimos. Foi a décima vitória consecutiva dos pentacampeões.

Em jogos pela competição internacional no país, o último revés foi em 1949. Já classificado para as quartas de final da edição deste ano e com Tite disposto a fazer experiências no time, o resultado serviu mais para manter a boa sequência.

Mais importante neste momento é mostrar evolução. Disso, a equipe não pode se vangloriar. Com o quarteto ofensivo formado por Everton Ribeiro, Gabriel Jesus, Richarlison e Neymar, faltou criatividade. A Colômbia abriu o placar logo aos nove minutos, um golaço de voleio de Díaz que trouxe conforto para os cafeteros.

O jogo foi pegado, duro, mal jogado graças a lances ríspidos e o gramado ruim do estádio do Botafogo. Com a posse de bola, o Brasil pouco construiu. A pressão aumentou no segundo tempo, sem tanta efetividade. Os gols acabaram saindo em lances isolados. Primeiro, em um cruzamento para o atacante Roberto Firmino. Depois, com a cabeçada certeira do volante Casemiro em cobrança de escanteio.

— O jogo foi claro. Os colombianos chegaram uma vez, depois ficou ataque contra defesa. Sabemos da qualidade da Colômbia, mas é muito chato para gente um jogo assim. Fomos mentalmente fortes. Acho que é essa a ênfase que temos de dar hoje — afirmou o volante.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos