Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.557,67
    +698,80 (+0,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.918,28
    +312,72 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,73
    +2,24 (+3,22%)
     
  • OURO

    1.785,20
    +5,70 (+0,32%)
     
  • BTC-USD

    50.581,76
    +563,45 (+1,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.308,39
    -12,89 (-0,98%)
     
  • S&P500

    4.686,75
    +95,08 (+2,07%)
     
  • DOW JONES

    35.719,43
    +492,40 (+1,40%)
     
  • FTSE

    7.339,90
    +107,62 (+1,49%)
     
  • HANG SENG

    23.983,66
    +634,28 (+2,72%)
     
  • NIKKEI

    28.455,60
    +528,23 (+1,89%)
     
  • NASDAQ

    16.367,25
    +524,50 (+3,31%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3404
    -0,0832 (-1,30%)
     

Na Arena Castelão, Fortaleza bate o Athletico-PR e assume a vice-liderança do Brasileirão

·4 min de leitura


Após sofrer goleada para o Atlético-MG na semifinal da Copa do Brasil, o Fortaleza conseguiu dar a volta por cima na noite deste sábado, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, diante do Athletico-PR. Com o Furacão poupando titulares para o confronto contra o Flamengo, o Leão mostrou sua força em casa e derrotou o adversário por 3 a 0, alcançando seu terceiro triunfo seguido.

Com o resultado, a equipe comandada por Vojvoda chegou aos 48 pontos, pulando para o segundo lugar graças à derrota do Flamengo para o Fluminense, no Maracanã, por 3 a 1. Porém, para terminar a rodada nessa condição, a equipe precisará de um tropeço do Palmeiras, que jogará na próxima segunda-feira (25) contra o Sport. Já o time comandado por Valentim, por conta do revés, acabou caindo para a 11ª colocação com seus 34 pontos.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Início arrasador do Fortaleza

Antes do primeiro minuto completado, a equipe do Fortaleza tratou de partir para cima do Athletico-PR na expectativa de encontrar seu gol. E se deu bem. Aos 50 segundos, Lucas Lima, inicialmente, cruzou na área rival com a bola ficando viva fazendo com que Pikachu acertasse a trave. Porém, no rebote, o camisa 25 mandou uma bomba sem chances para o goleiro Santos.

E o Leão queria mais. Momentos depois, aos 6, Yago Pikachu, após ter falhado na primeira tentativa, aproveitou bem a nova chance mandando um bonito para o fundo das redes ampliando o placar na Arena Castelão.

Furacão corre atrás do prejuízo

Abrindo boa vantagem, a equipe mandante tentou manter o ritmo forte visando surpreender novamente. Entretanto, os comandados de Alberto Valentim, aos poucos, foram tentando ficar com a posse de bola, conseguindo criar algumas boas jogadas como a bola levantada na área após cobrança de falta, que deu trabalho a Marcelo Boeck na cabeçada de Zé Ivaldo.

Mas o Fortaleza não queria saber de ser pressionado. Sendo assim, até os acréscimos, passou a martelar em busca do terceiro tento, e mesmo perdendo Pikachu que acabou sendo substituído por Lucas Crispim, ainda teve três boas chances de marcar, sendo a melhor delas com o próprio meia que havia entrado na reta final de etapa, raspando a trave do goleiro Bento.

Equilíbrio no início do segundo tempo

Sem modificações por parte dos treinadores, a etapa complementar começou de uma forma mais equilibrada. Diferente da pressão imposta pelo Fortaleza, o Athletico tentou arriscar-se mais conseguindo finalizar com Christian, mas a bola do meia acabou passando perto do gol indo para linha de fundo.

Tentando deixar o relógio correr, o Leão acabou tendo a segunda baixa no jogo. E logo com Lucas Crispim, que havia entrado no lugar do lesionado Pikachu, fazendo com que Vojvoda recuasse novamente para seus suplentes, colocando desta vez Edinho em seu lugar.

Donos da casa chegam ao terceiro e fecham a conta

Tentando não permitir uma reação por parte da equipe paranaense, o Tricolor do Pici conseguiu encontrar mais um tento dando mais tranquilidade. Aos 15 minutos, Robson, após cruzamento de Lucas Lima, mandou testou para balançar a rede adversária abrindo 3 a 0 de frente.

Mesmo sofrendo o placar elástico, Alberto Valentim não desanimou e realizou mudanças na expectativa de uma heroica recuperação. Por outro lado, o treinador argentino não ficou para trás e também resolveu modificar seu esquema tático, colocando nomes como Wellington Paulista, Depietri, além de Daniel Guedes em campo.

Após as trocas, o panorama do confronto pouco mudou. Apesar de uma certa insistência, a falta de pontaria dos atacantes, além das defesas de Marcelo Boeck, fizeram com que os mandantes segurassem o resultado até os acréscimos dados pela arbitragem, com direito a festa das arquibancadas da Arena Castelão.

FICHA TÉCNICA
FORTALEZA 3x0 ATHLETICO-PR

Data e horário: 23/10/2021, às 19h15 (de Brasília)
​Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Árbitro: Denis da Silva Ribeiro Serafim (CBF-AL)
Assistentes: Esdras Mariano de Lima Albuquerque (CBF-AL) e Brígida Cirilo Ferreira (FIFA-AL)
VAR: Vinícius Furlan (CBF-SP)

Cartões Amarelos: Fernando Canesin, 31'/1ºT; Christian, aos 38'/1ºT; Robson, 27'/2ºT; Éderson, 31'/2ºT

Gols: Lucas Lima, 50 segundos/1ºT (1-0); Yago Pikachu, 6'/1ºT (2-0) e Robson, 15'/2ºT (3-0)

FORTALEZA: Marcelo Boeck; Yago Pikachu (Lucas Crispim, aos 43'/1ºT - Edinho, aos 7'/2ºT), Jussa, Marcelo Benevenuto, Titi e Bruno Melo (Wellington Paulista, aos 28'/2ºT); Ronald, Éderson e Lucas Lima; David (Depietri, aos 28'/2ºT) e Robson (Daniel Guedes, aos 28'/2ºT)
(Técnico: Juan Pablo Vojvoda)

ATHLETICO-PR: Bento; Khellven, José Ivaldo, Lucas Fasson e Pedrinho (Kleiton, aos 44'/2ºT); Christian (Nicolás Hernández, aos 34'/2ºT), Fernando Canesin e Jader; Carlos Eduardo (Jaderson, aos 34'/2ºT), Pedro Rocha e Bissoli.
(Técnico: Alberto Valentim)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos