Mercado abrirá em 6 h 31 min

Número de pedidos de seguro-desemprego cai 10,6% em setembro, para 466.255

Edna Simão
·1 minuto de leitura

Apesar da queda no mês na comparação com setembro de 2019, acumulado no ano mostra aumento de 5,7% Os pedidos de seguro-desemprego somaram 466.255 no país em setembro, segundo dados divulgados pela Secretária de Trabalho da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia. O número é 10,6% menor do que o registrado no mesmo mês de 2019, quando foram protocolados 521.572 requerimentos e o país ainda não enfrentava a pandemia de covid-19. De janeiro a setembro de 2020, foram contabilizados 5.451.312 pedidos de seguro-desemprego, o que corresponde a um crescimento de 5,7% na comparação com o acumulado no mesmo período de 2019 (5.157.026). A pandemia é a principal causa para o aumento. De acordo com as estatísticas, as três unidades da Federação com maior número de requerimentos em setembro de 2020 foram São Paulo (140.854), Minas Gerais (51.541) e Rio de Janeiro (36.430). O setor de Serviços registrou o maior número de requerimentos, com 198.979, o que representa 42,7% do total. Agropecuária teve o menor número de solicitações: 22.818, cerca de 4,9% dos pedidos. Os homens correspondem a 59,9%, e as mulheres, a 40,1%. Aproximadamente um terço dos trabalhadores, 33,5%, estão na faixa dos 30 a 39 anos de idade, e a maioria dos trabalhadores, 59,4% do total, tem ensino médio completo. EBC