Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.282,28
    +2.032,55 (+1,84%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.338,34
    +510,21 (+1,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,34
    +0,11 (+0,15%)
     
  • OURO

    1.763,20
    -15,60 (-0,88%)
     
  • BTC-USD

    43.687,89
    +1.708,71 (+4,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.097,46
    +56,98 (+5,48%)
     
  • S&P500

    4.395,64
    +41,45 (+0,95%)
     
  • DOW JONES

    34.258,32
    +338,48 (+1,00%)
     
  • FTSE

    7.083,37
    +102,39 (+1,47%)
     
  • HANG SENG

    24.665,14
    +443,60 (+1,83%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.196,25
    +32,75 (+0,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2099
    +0,0011 (+0,02%)
     

Não vacinados têm 29 vezes mais chances de serem internados por COVID, diz CDC

·2 minuto de leitura

De acordo com um novo estudo realizado pelo CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças), pessoas que não se vacinaram contam com 29 vezes mais chances de serem hospitalizadas com complicações da COVID-19. Além disso, não vacinados são cinco vezes mais prováveis a serem infectados pela doença em comparação com quem foi imunizado.

A pesquisa conta que a análise foi feita com base em dados de 43.127 pessoas infectadas em Los Angeles, na Califórnia, entre 1º de maio e 25 de julho. As hospitalizações ocorreram dentro de 14 dias após a infecção. Os resultados, então, mostram que a vacinação protegeu muitas pessoas da transmissão da variante Delta, que estava aumentando no período de estudo.

<em>Imagem: Reprodução/Rido81/Envato Elements</em>
Imagem: Reprodução/Rido81/Envato Elements

Recentemente, autoridades dos Estados Unidos disseram que pessoas que escolheram não se vacinar estavam colocando suas próprias vidas em risco. "Não subestime o risco e as consequências sérias do vírus", disse Rochelle Walensky, diretora do CDC. "Vacinas são a melhor ferramenta que nós temos para tomar conta dessa pandemia", completou.

Na última segunda-feira (23), o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, revelou que as hospitalizações e mortes em todo o país continuam sendo entre pessoas que não se imunizaram. "Me deixe ser claro: existem casos em que pessoas vacinadas que pegam COVID-19, mas isso é bem menos comum do que casos de pessoas não vacinadas pegando a COVID-19. E, o mais importante, a condição [nos vacinados] é bem menos grave"', disse Biden.

Nesta semana, o FDA (Food and Drug Administration), órgão norte-americano que funciona como a Anvisa aqui no Brasil, aprovou oficialmente a vacina da Pfizer/BioNTech no país, que antes vinha sendo aplicada de forma emergencial. A oficialização deve incentivar pessoas que ainda não se vacinaram, uma vez que os Estados Unidos vêm enfrentando discursos negacionistas que atrapalharam o plano de imunização e permitiram a propagação da variante Delta.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos