Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,96 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,60 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    -0,56 (-0,52%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -2,20 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    21.258,03
    +65,08 (+0,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,28 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,16 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,77 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    -7,75 (-0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Não haverá limite na luta do BCE contra fragmentação, diz Schnabel

Isabel Schnabel, membro do BCE

FRANKFURT (Reuters) - O Banco Central Europeu (BCE) vai combater qualquer explosão "desordenada" nos custos de empréstimos de países mais endividados, mas sua resposta deve ser feita sob medida e não há necessidade de anúncio prévio de nova ferramenta, disse Isabel Schnabel, membro do conselho do BCE, nesta terça-feira.

"Não há dúvida de que, se e quando necessário, podemos projetar e implantar novos instrumentos para garantir a transmissão da política monetária e, portanto, nosso principal mandato de estabilidade de preços", afirmou Schnabel, chefe de operações de mercado do BCE, em um discurso em Paris.

"Nosso compromisso com o euro é nossa ferramenta anti-fragmentação. Esse compromisso não tem limites", disse ela.

(Por Balazs Koranyi)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos