Mercado abrirá em 7 h 20 min

Não há refúgio em emergentes em choques do petróleo, diz SocGen

Aline Oyamada

(Bloomberg) -- Quando os preços do petróleo caem, não importa se um mercado emergente é importador da commodity ou não: o melhor e mais simples negócio é comprar dólares.

Essa é a avaliação do Société Générale sobre grandes choques de petróleo, como o ocorrido na segunda-feira. Mesmo com a recuperação dos mercados na terça-feira, o banco mantém sua visão baixista de longo prazo para moedas de mercados emergentes, já que a queda no petróleo atinge um mercado que já estava combalido por conta do surto de coronavírus.

“O risco de estresse adicional no mercado está aumentando”, disse em relatório Jason Daw, chefe de estratégia de mercados emergentes do banco em Cingapura. “As recuperações ocorrerão devido à velocidade da deterioração dos ativos de risco, mas mantemos nossas principais posições baixistas no mercado de câmbio.”

O colapso do preço do petróleo em 2014 e 2015 é uma boa referência para entender o que acontece hoje, diz Daw. Naquela época, praticamente todas as moedas de mercados emergentes foram afetadas, independentemente de serem exportadores ou importadores de energia. Nessas horas, o dólar tende a se fortalecer, o que pesa sobre todos os ativos.

Até que “suporte político suficiente” seja proporcionado pelos governos ou até que o fluxo de notícias sobre o coronavírus melhore, não vale a pena apostar em moedas de países em desenvolvimento.

“Nesse mercado, o melhor é estar investido em dólar e volatilidade”, escreveu Daw.

Para contatar o editor responsável por esta notícia: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net

Repórter da matéria original: Aline Oyamada em São Paulo, aoyamada3@bloomberg.net

Para entrar em contato com os editores responsáveis: Carolina Wilson, cwilson166@bloomberg.net, Philip Sanders

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.