Mercado abrirá em 5 h 37 min
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,74 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,11
    +2,96 (+4,34%)
     
  • OURO

    1.796,90
    +8,80 (+0,49%)
     
  • BTC-USD

    57.406,34
    +3.026,21 (+5,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.433,32
    -22,09 (-1,52%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,06 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    23.841,36
    -239,16 (-0,99%)
     
  • NIKKEI

    28.283,92
    -467,70 (-1,63%)
     
  • NASDAQ

    16.209,25
    +158,25 (+0,99%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3016
    -0,0469 (-0,74%)
     

Musk vende US$ 1,1 bi em ações da Tesla para cobrir impostos

·2 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O fundador e presidente-executivo da Tesla, Elon Musk, vendeu cerca de US$ 1,1 bilhão (R$ 6 bilhões) em ações da fabricante de veículos elétricos na segunda-feira (8), depois de anunciar no fim de semana que planejava se desfazer de 10% de suas ações.

A venda ocorreu para cobrir obrigações fiscais relacionadas a opções de compra do bilionários, de acordo com documentos apresentados na quarta (10) à agência reguladora de mercado dos Estados Unidos (SEC).

Musk comprou quase 2,2 milhões de ações da Tesla para vender cerca de 930 mil somente na segunda-feira (aproximadamente 0,5% dos seus papéis da companhia).

Os recursos levantados com a venda permitem a Musk pagar os impostos associados ao exercício das opções de compra, uma vez que sua fortuna, estimada em US$ 281,6 bilhões (R$ 1,5 trilhão) pela Forbes, está vinculada a sua participação na Tesla.

O movimento do bilionário também o poupa do pagamento de impostos sobre ganhos de capital com os quais ele teria que arcar caso ele vendesse as ações sem exercer as opções de compra.

As ações da Tesla subiram 2% depois da divulgação do documento, ajudando a aliviar a pressão de venda dos últimos dias que ameaçou a posição da empresa entre aquelas avaliadas em mais de US$ 1 trilhão.

No sábado (6), o empresário de 50 anos realizou uma enquete em seu perfil no Twitter para saber se deveria vender 10% de suas ações da Tesla. Dos 3,5 milhões de usuários que votaram, 57,9% responderam que sim.

Dois dias depois, na abertura de Wall Street, as ações da Tesla chegaram a cair 7,2% em meio a preocupações do mercado, que temiam que Musk pudesse desequilibrar a oferta e a demanda pelos papéis da empresa.

Por isso, o bilionário vendeu seus títulos a um preço significativamente mais baixo do que se o tivesse feito antes de seu tuíte, uma decisão que lhe custou dezenas de milhões de dólares.

O documento, no entanto, mostra que o magnata havia iniciado a venda em 14 de setembro. Portanto, a decisão não foi tomada após a enquete.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos