Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.249,04
    -1.819,51 (-1,67%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.078,70
    +352,74 (+0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,02
    +0,56 (+0,78%)
     
  • OURO

    1.801,90
    +0,40 (+0,02%)
     
  • BTC-USD

    17.233,16
    +372,18 (+2,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    405,01
    +10,32 (+2,62%)
     
  • S&P500

    3.963,51
    +29,59 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    33.781,48
    +183,56 (+0,55%)
     
  • FTSE

    7.472,17
    -17,02 (-0,23%)
     
  • HANG SENG

    19.450,23
    +635,41 (+3,38%)
     
  • NIKKEI

    27.574,43
    -111,97 (-0,40%)
     
  • NASDAQ

    11.643,00
    -2,50 (-0,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5161
    +0,0497 (+0,91%)
     

Musk vende R$ 22 bilhões de ações da Tesla após comprar Twitter

Elon Musk
Atualmente, empresário possui pouco mais de 168 milhões de ações da montadora

(Patrick Pleul/Pool via Reuters)

  • Elon Musk vende R$ 22 bilhões de ações da Tesla;

  • Vendas foram feitas pouco depois do empresário comprar o Twitter por R$ 217 bilhões;

  • Recursos podem ser usados para financiar a aquisição da plataforma.

O bilionário Elon Musk vendeu ações da Tesla, sua montadora de carros elétricos, pelo valor de US$ 4,4 bilhões (R$ 22 bilhões) pouco depois de comprar o Twitter. O homem mais rico do mundo fechou um negócio de US$ 44 bilhões (R$ 217 bilhões) para adquirir a rede social.

A venda das ações da Tesla foi feita na terça-feira (26) e quarta-feira (27), segundo documentos apresentados um dia depois à SEC (Comissão de Valores Mobiliários), responsável por regulamentar os mercados nos Estados Unidos.

Naquele mesmo dia, Musk tuitou: "Não há mais vendas planejadas da TSLA (símbolo das ações da Tesla na Bolsa) depois de hoje".

Após a decisão, o empresário possui pouco mais de 168 milhões de ações da montadora, por meio de um fundo. No final do ano passado, ele se desfez de mais de US$ 12 bilhões (R$ 59 bi) em papéis da companhia depois de realizar uma enquete no Twitter, em que perguntava a seus seguidores se deveria vender 10% de sua participação na Tesla.

Venda de ações tem a ver com o Twitter?

Para comprar a plataforma fundada por Jack Dorsey, Musk afirmou ter conseguido dois empréstimos com o banco Morgan Stanley, um no valor de US$ 13 bilhões (R$ 64 bilhões) e outro de US$ 12,5 bilhões (R$ 61,6 bilhões) - totalizando US$ 25,5 bilhões (R$ 126 bilhões).

O resto da quantia, de acordo com um documento assinado pelo empresário, terá origem em sua própria fortuna pessoal, mas ainda não está claro de onde ele conseguirá esse dinheiro. Um dos modos do executivo conseguir esses valores será vendendo ações da SpaceX ou da Tesla, o que já está acontecendo. Contudo, o bilionário já tem grande parte das ações de suas empresas utilizadas como garantia em outros empréstimos tomados.

Há, entretanto, a possibilidade de Musk trabalhar em conjunto com os demais acionistas da empresa. Nesse cenário ele teria a maioria das ações da empresa, tornando-o o controlador, porém permitiria que outras pessoas possam ter ações da empresa de capital fechado.