Mercado abrirá em 5 h 4 min

Musk quer cobrar mais caro de usuários de iPhone por assinatura do Twitter

Musk quer cobrar cerca de US$ 4 a mais para usuários da Apple usarem o Twitter Blue (STR/NurPhoto via Getty Images)
Musk quer cobrar cerca de US$ 4 a mais para usuários da Apple usarem o Twitter Blue (STR/NurPhoto via Getty Images)
  • Cobrança adicional seria uma reação às taxas cobradas pela Apple em sua App Store;

  • Musk entrou recentemente em uma briga pública com Tim Cook, CEO da Apple;

  • Twitter Blue já foi relançado duas vezes por Musk, em uma tentativa de monetizar a rede.

O Twitter quer aumentar o preço de sua assinatura premium, o Twitter Blue, mas apenas para usuários de iPhone. O serviço é responsável por adicionar uma série de novas funcionalidades à rede social para os usuários pagantes, além de permitir que eles usem o famoso selo de verificado.

As informações foram publicadas pelo portal The Information, que falou com uma fonte familiarizada com o assunto. Atualmente a assinatura do Twitter Blue está disponível para usuários nos Estados Unidos, Canadá, Austrália e Nova Zelândia por um valor de US$ 7.99 (R$ 41). No entanto, Elon Musk quer aumentar esse valor, para próximo dos US$ 11 ou US$ 12 (R$ 57 ou R$ 62), segundo a fonte.

Este aumento seria uma resposta do bilionário à taxa de 30% que a Apple cobra sobre as transações feitas em sua App Store. Nem o Twitter nem a fabricante do iPhone quiseram comentar sobre a notícia.

Musk recentemente entrou em uma disputa pública com a Apple e seu CEO, Tim Cook, sobre as taxas cobradas pela empresa na App Store e sobre o controle que a empresa, fundada por Steve Jobs, exerce sobre os aparelhos de seus usuários. A ira de Musk ocorreu após rumores afirmarem que a Apple pretendia retirar o Twitter de sua loja de aplicativos sob alegações de má moderação de conteúdo.

Dois dias depois de declarar "guerra" à Apple, Musk disse que se encontrou com o CEO Tim Cook na sede da Apple na Califórnia e resolveu um "mal-entendido" no Twitter. Musk disse que Cook deixou claro que a Apple nunca considerou remover o Twitter da App Store. No passado, a empresa já removeu redes sociais de sua loja virtual por problemas de moderação, como a Parler.

O Twitter Blue foi relançado pela primeira vez no início de novembro, mas foi retirado do ar e adiado até depois das eleições americanas. Mais tarde, o Twitter tentou lançar novamente o serviço com novos selos de verificação cinza, para contas notáveis, mas suspendeu de novo devido a problemas de contas se passando por outras graças à disponibilidade do selo azul.