Mercado abrirá em 2 h 58 min
  • BOVESPA

    110.580,79
    +234,97 (+0,21%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.304,04
    -72,85 (-0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    111,42
    +1,65 (+1,50%)
     
  • OURO

    1.856,40
    -9,00 (-0,48%)
     
  • BTC-USD

    29.802,23
    +481,83 (+1,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    662,99
    +7,16 (+1,09%)
     
  • S&P500

    3.941,48
    -32,27 (-0,81%)
     
  • DOW JONES

    31.928,62
    +48,38 (+0,15%)
     
  • FTSE

    7.517,14
    +32,79 (+0,44%)
     
  • HANG SENG

    20.171,27
    +59,17 (+0,29%)
     
  • NIKKEI

    26.677,80
    -70,34 (-0,26%)
     
  • NASDAQ

    11.794,25
    +23,25 (+0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1431
    -0,0291 (-0,56%)
     

Musk quer aumentar usuários do Twitter e evitar ‘nichos’

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Elon Musk no Met Gala
Declaração foi dada durante o Met Gala, realizado nesta segunda-feira (2)

(Theo Wargo/WireImage)

  • Elon Musk quer aumentar a presença do Twitter nos Estados Unidos;

  • Plataforma tem 40 milhões de usuários diários nos EUA, contra 221,6 milhões do Facebook;

  • Novo dono disse que rede ainda é muito nichada e que pretende acabar com isso.

O bilionário Elon Musk, que recentemente fechou um acordo para adquirir o Twitter por US$ 44 bilhões, disse que pretende aumentar a presença da rede social nos Estados Unidos e impedir que ela continue uma plataforma de “nicho”.

A declaração foi dada à imprensa na noite desta segunda-feira (2), no tapete vermelho do Met Gala, festa luxuosa realizada em Nova York. O empresário compareceu ao lado de sua mãe, Maye Musk, que trabalha como modelo e influenciadora digital.

"Neste momento, ele [Twitter] é meio de nicho. Eu quero uma porcentagem muito maior do país nele, engajando-se em diálogo", afirmou a pessoa mais rica do mundo. Atualmente, a plataforma conta com cerca de 40 milhões de usuários diários norte-americanos, contra cerca de 221,6 milhões do Facebook e 108 milhões do Snapchat.

Musk ainda revelou ter o desejo de criar um local inclusivo e confiável para que as pessoas conversem livremente, posição que tem preocupado anunciantes e funcionários, uma vez que eles temem uma onda de posts ofensivos e uma queda na moderação de conteúdos tóxicos.

Segundo a Reuters, o bilionário também se pronunciou sobre uma possível debandada de colaboradores da empresa descontentes com a troca de comando. "Certamente, se alguém não se sente confortável com isso, eles estão no seu próprio direito de ir para outro lugar”, apontou. “Está tudo bem".

Conforme publicado pelo Financial Times, a primeira reunião geral no Twitter depois da aquisição de Musk foi regada de tensão e dúvidas. O encontro, comandado pelo CEO Parag Agrawal e o presidente do conselho, Bret Taylor, teve como objetivo dar pistas sobre o futuro da companhia e permitir que os gerentes acalmem os ânimos dos funcionários.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos