Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.102,61
    -2.686,72 (-2,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.365,79
    -1.098,24 (-2,13%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,34
    -3,06 (-2,72%)
     
  • OURO

    1.814,60
    -4,30 (-0,24%)
     
  • BTC-USD

    29.144,16
    -926,57 (-3,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    651,87
    -18,81 (-2,80%)
     
  • S&P500

    3.923,68
    -165,17 (-4,04%)
     
  • DOW JONES

    31.490,07
    -1.164,52 (-3,57%)
     
  • FTSE

    7.438,09
    -80,26 (-1,07%)
     
  • HANG SENG

    20.644,28
    +41,76 (+0,20%)
     
  • NIKKEI

    26.911,20
    +251,45 (+0,94%)
     
  • NASDAQ

    11.892,00
    -668,25 (-5,32%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2161
    +0,0057 (+0,11%)
     

Musk busca mais capital para poupar Tesla em compra do Twitter

(Bloomberg) -- Elon Musk busca levantar capital suficiente para sua compra do Twitter para não precisar de um empréstimo de US$ 6,25 bilhões vinculado às suas ações da Tesla, segundo pessoas com conhecimento do assunto.

Os bancos que assessoram o bilionário, liderados pelo Morgan Stanley, começaram a sondar o interesse de potenciais investidores para levantar até US$ 6 bilhões em troca de capital preferencial no Twitter, disseram as pessoas, pedindo para não serem identificadas.

Musk originalmente havia garantido um empréstimo de US$ 12,5 bilhões, mas o valor foi reduzido pela metade após ele revelar na semana passada que assegurou US$ 7,1 bilhões em compromissos de investidores, incluindo Larry Ellison, Sequoia Capital, Qatar Holding e o príncipe saudita Alwaleed bin Talal, com este último se comprometendo a manter sua participação no Twitter. Desde então, ele recebeu compromissos de mais US$ 1 bilhão e está em negociações para mais, disse uma das pessoas.

Eliminar o empréstimo reduziria o risco de compra tanto para Musk quanto para seus credores.

Isso também aliviaria a pressão sobre as ações da Tesla, que caíram mais de 25% desde que o CEO da empresa anunciou seu desejo de comprar o Twitter, alimentando preocupações entre investidores de que ele pode reduzir ainda mais sua participação na fabricante de veículos elétricos.

O capital preferencial pode ter um vencimento de 20 anos e incluir um recurso que permite o pagamento de juros em espécie a uma taxa de 14%, disseram as pessoas. Essa taxa de juros seria aumentada em 0,75 ponto percentual no sétimo, oitavo e nono ano, acrescentaram. O financiamento pode também ser estruturado com juros de 10% e opções, disse uma das fontes.

Os termos e o tamanho do financiamento não estão finalizados e podem mudar.

Um representante de Musk não respondeu a pedidos de comentários. Um representante do Morgan Stanley não quis comentar.

Investidores como Apollo Global Management e Sixth Street já discutem participar do financiamento preferencial, informou a Bloomberg no início desta semana.

Musk é a pessoa mais rica do mundo, com patrimônio líquido de US$ 216,2 bilhões, de acordo com o Bloomberg Billionaires Index, embora grande parte dessa fortuna seja ilíquida.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos