Mercado fechará em 6 h 28 min

Museu de Arte Moderna do Rio reabre com protocolo especial de segurança contra a Covid-19

Karina Maia
·2 minutos de leitura

RIO — O Museu de Arte Moderna do Rio (MAM) reabre hoje (12) após quase seis meses fechado por causa da pandemia. Para evitar focos do coronavírus, foi implementado um protocolo de medidas sanitárias no local, assim como horário de funcionamento reduzido.

As dependências da instituição estarão abertas ao público apenas quintas e sextas, das 13h às 18h, e aos sábados e domingos, das 10h às 18h. Embora não seja obrigatória a compra de ingresso, é sugerida uma contribuição voluntária de R$ 20. Quem esteve por lá na manhã deste sábado, aprovou o protocolo de segurança e o reencontro com a arte.

— Estava ansiosa por esse momento, já tinha até comprado o ingresso com antecedência pela internet. Senti muita falta dos museus na quarentena. Queria muito ver a exposição dos irmãos Campana, que abriu uns dias antes do início do isolamento. Agora, tenho essa oportunidade novamente. Para mim, faz muito mais sentido estar em um ambiente assim, onde me senti super segura e não vi nenhuma aglomeração, do que lotar praias e bares — diz a consultora de arte, Cintia Rocha, 40, que, junto ao filho Eduardo, de 12 anos, foi uma das primeiras visitantes do MAM em sua reabertura.

Além de “Irmãos Campanha — 35 anos”, sobre a obra dos designers Fernando e Humberto Campana, é possível conferir outras mostras em cartaz como “Campos interpostos”, que teve sua inauguração junto à retomada. A exposição revela um olhar sobre as coleções do acervo do museu e uma investigação sobre fachadas na produção artística, com 70 obras de artistas como Alfredo Volpi, Djanira e Rochelle Costi.

Para garantir a segurança dos visitantes, além da rotina de sanitização intensificada pela equipe de limpeza, todos os dutos de ar condicionado foram higienizados e os filtros trocados. Pelas instalações do edifício, a limitação de circulação é de 200 pessoas por hora. O público também tem a possibilidade de se programar com antecedência, fazendo reservas on-line.

— Essa limpeza era algo muito complexo, pois leva meses para ser executada com qualidade. Agora, estamos entregando um ambiente mais adequado para todos os nossos visitantes, para a equipe do museu e para as obras, já que uma filtragem apropriada traz enormes benefícios na conservação dos acervos — afirma o diretor executivo do MAM Rio, Fabio Szwarcwald, referindo-se à higienização dos dutos e filtros de ar condicionado.

Entre as principais medidas instituídas para a retomada, estão também a venda de ingressos pela internet, medição de temperatura dos colaboradores e do público na entrada, sinalização e distanciamento, uso de tapetes sanitizantes, uso obrigatório de máscaras e a disposição de totens e dispenses de álcool gel 70%.

Atividades educacionais como visitas para grupos escolares, cursos e oficinas ainda estão suspensas. A programação da cinemateca continua ativa apenas através do portal vimeo.com/mamrio. Para pesquisa e documentação, o atendimento ao público está acontecendo preferencialmente por meio digital. Porém, algumas solicitações podem ser atendidas com agendamento prévio.