Mercado fechará em 3 h 35 min
  • BOVESPA

    102.777,37
    +553,11 (+0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.376,02
    -116,50 (-0,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,10
    +2,95 (+4,33%)
     
  • OURO

    1.790,80
    +2,70 (+0,15%)
     
  • BTC-USD

    57.016,77
    +2.724,80 (+5,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.429,08
    +0,15 (+0,01%)
     
  • S&P500

    4.642,82
    +48,20 (+1,05%)
     
  • DOW JONES

    35.023,37
    +124,03 (+0,36%)
     
  • FTSE

    7.143,77
    +99,74 (+1,42%)
     
  • HANG SENG

    23.852,24
    -228,28 (-0,95%)
     
  • NIKKEI

    28.283,92
    -467,70 (-1,63%)
     
  • NASDAQ

    16.303,00
    +252,00 (+1,57%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3405
    -0,0080 (-0,13%)
     

Mundo precisa de US$5 trilhões em financiamento climático anual até 2030, diz estudo

·1 min de leitura
Escapamento de caminhão durante teste de poluição na Califórnia

Por Beh Lih Yi

(Thomson Reuters Foundation) - O financiamento climático precisa de um aumento acentuado de 5 trilhões de dólares por ano até 2030 para custear medidas de combate à mudança climática, disseram pesquisadores nesta quinta-feira, alertando que a transformação das economias está lenta demais para cumprir as metas climáticas internacionais.

Do transporte à agricultura e à eletricidade, o progresso deixa a desejar em todos os setores no que diz respeito a reduzir no ritmo necessário as emissões que aquecem o planeta para limitar o aquecimento global a 1,5 grau Celsius e evitar seus piores efeitos, mostrou um estudo de cinco grupos ecológicos.

Nenhum dos 40 indicadores que o estudo avaliou está alinhado à meta do Acordo de Paris de 2015 de manter o aumento médio da temperatura "bem abaixo" de 2 graus Celsius acima dos níveis pré-industriais, e idealmente em 1,5ºC.

Dos indicadores, 25 foram considerados "bem distantes" ou "distantes", inclusive usar menos carvão poluente para gerar energia e aumentar o financiamento climático.

Mas o estudo encontrou alguns pontos positivos, como a adoção mais abrangente da energia eólica e solar e mais veículos elétricos nas ruas.

"Embora existam alguns sinais animadores de progresso em alguns setores, no geral os esforços globais de mitigação do clima ainda são assombrosamente insuficientes", disse Sophie Boehm, uma das autoras.

O estudo pediu um aumento considerável de investimentos para enfrentar a mudança climática, especialmente para países em desenvolvimento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos